Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

A confiança da indústria sobe 0,9 ante janeiro

A confiança da indústria sobe 0,9 ante janeiro
14:00 pm ,7 de março de 2019

De acordo com dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (FGV Ibre), houve um aumento de 0,9 ponto na prévia do Índice de Confiança da Indústria (ICI) em fevereiro de 2019 em relação ao mês de janeiro do mesmo ano.

Dessa forma, o índice atingiu 99,1 pontos, o maior desde agosto de 2018. A alta pode ter sido puxada pela melhora na percepção dos empresários no tocante à situação atual dos negócios.

Além disso, o Índice da Situação Atual (ISA) avançaria 2 pontos e chegaria a 99,0 pontos. Já o Índice de Expectativas (IE) recuaria 0,3 ponto e atingiria 99,2 pontos.

Outro dado que chama a atenção é o Nível de Utilização da Capacidade Instalada da Indústria (NUCI), que, depois de quatro quedas seguidas, teve uma alta de 0,4%, atingindo assim 74,7%, o que pode indicar uma retomada do setor industrial.

Os dados de fevereiro de 2019 foram coletados por intermédio da consulta a 786 empresas, que aconteceu entre os dias 04 e 18 de fevereiro.

Entenda melhor o que isso quer dizer para o mercado de indústrias no Brasil e qual é o impacto da flutuação dos indicadores.

Como está o mercado industrial brasileiro de acordo com os índices?

Positivo, já que a prévia mostrou aumento do ICI, do ISA e do NUCI, o que significa que a expectativa dos consumidores está positiva nesse aspecto.

As prévias ainda não são resultados definitivos, mas seus resultados tendem a ser muito próximos a essa expectativa. Essa aproximação traz segurança ao dizer que o setor industrial está em uma posição positiva, principalmente em relação ao que se viu nos meses anteriores.

O Nível de Utilização da Capacidade Instalada da Indústria, por exemplo, vinha de 4 meses de resultados negativos, o que representa um terço de um ano, ou seja, a situação não era positiva tendo em vista um quadro geral comparativo.

Por isso, um aumento de 0,4 ponto percentual, ainda que não seja tão alto, indica a possibilidade de uma retomada de crescimento do setor industrial, o que, por sua vez, impacta diretamente na economia do Brasil.

Por estar no início da cadeia produtiva de uma série de produtos, peças, equipamentos e componentes, o setor industrial impacta diretamente nos demais. Portanto, quando seus resultados são positivos, é de se esperar que os demais setores também sigam a tendência.

Para acompanhar esse aumento da confiança na indústria, é importante que as empresas que atuam no setor tenham ao seu lado o que há de melhor em relação à infraestrutura. Quanto melhores forem seus equipamentos, maior poderá ser a produtividade e a eficiência, seguindo as prospecções positivas do mercado.

Para tal, é determinante que as máquinas e equipamentos passem por manutenções constantes. É essencial também que tais manutenções não sejam apenas corretivas, mas também preventivas, de modo a não passar pela situação de downtime, que é quando parte da indústria para por falta de funcionamento.

A Top Componentes é uma empresa especializada em acoplamento magnético e vários outros componentes para máquinas e equipamentos, os quais podem garantir um funcionamento seguro e eficiente. A empresa trabalha apenas com componentes industriais da mais alta qualidade e tecnologia, os quais resultam em um custo-benefício incomparável aos clientes. Assim, com o cuidado correto e componentes de qualidade, a tendência é acompanhar o crescimento da indústria.

Comentarios

Comentarios

Copyright © 2015 WEspanha. Todos os direitos reservados