Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

Scroll to top

Top

Aeronave lotada no voo inaugural da Azul em Varginha

Aeronave lotada no voo inaugural da Azul em Varginha
17:00 pm ,2 de março de 2016

por Renata Mitidiere

Após dois anos fechado o aeroporto de Varginha voltou a receber voos comerciais na manhã desta quarta-feira (02). A empresa Azul Linhas Aéreas retoma a operação com linha para a capital do Estado. Os passageiros poderão voar para Belo Horizonte três vezes por semana, com a viagem durando cerca de 50 minutos. A solenidade de reabertura do aeroporto recebeu autoridades estaduais e municipais, além de representantes da Azul e do Aeroporto de Confins, destino final dos voos que partem de Varginha.

O voo inaugural teve início em Belo Horizonte, na decolagem, levou 26 passageiros de Varginha para a capital. De acordo com o diretor do aeroporto, Rogério Evaristo, em breve os voos devem ser diários. “Nós estamos iniciando as operações com três voos semanais somente até que o fluxo de passageiros volte ao patamar anterior ao encerramento dos voos. Depois desse período de adaptação, nós voltamos com voos diários e para outras capitais do sudeste”, revela.

O aeroporto Major Brigadeiro Trompowsky tem capacidade liberada pela Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) é o Embraer 190, ou seja, para aeronaves que transportam até 114 passageiros por voo. Assim, a capacidade de expansão dos voos é grande, uma vez que a aeronave que passa a operar a partir de hoje tem capacidade máxima de 68 passageiros.

O prefeito de Varginha, Antônio Silva, e o secretário de Turismo, Aristides Ribas, afirmaram que há negociações e interesse da prefeitura em trazer mais duas companhias para operar voos comerciais na cidade. Uma delas é a Flyways e a segunda tem o nome mantido em sigilo. Existem negociações também no sentido de ampliar a própria capacidade total do aeroporto para receber aeronaves maiores.

Uma parceria com o aeroporto de Confins pretende fazer com que o aeroporto de Varginha se torne um “aeroporto irmão”, o que faria com que a cidade se tornasse ponto de escala de outros voos, ampliando ainda mais os destinos disponíveis a partir daqui. Só na Azul, são mais de 55 destinos nacionais e internacionais.

Além da ampliação da capacidade de passageiros, o aeroporto espera receber também cargas. O Hangar da Interaviation para receber cargas e passageiros de voos particulares deve ficar pronto para operação dentro de 60 dias, segundo o diretor da empresa. Construído ao lado da sede do aeroporto, o Hangar comercial deve atender à demanda de importação e exportação do Porto Seco e de outras empresas, tornando Varginha uma das mais importantes rotas do interior do país.

O voo inaugural teve início em Belo Horizonte, com pequena solenidade no aeroporto de Confins, de onde partiram cerca de 26 passageiros e as comitivas do secretário de Turismo de Minas, Mario Henrique Caixa e da assessoria da presidência da Azul Linhas Aéreas, Ronaldo Veras, além do diretor de operações da BH Airports, Daniel Bicher. Em Varginha, a aeronave foi “batizada” com dois jatos d’água provenientes dos carros da brigada de incêndio do aeroporto. Juntaram-se à comitiva de 46 pessoas, as autoridades municipais.

Empresários, o gerente regional do Sebrae, Juliano Cornélio, o presidente do Sehav (Sindicado Empresarial de Hospedagem e Alimentação de Varginha), André Yuki e o diretor da Interaviation, Breno Palhares prestigiaram o evento também.

Acompanhe nas fotos o registro do evento.

Comentarios

Comentarios

Copyright © 2015 WEspanhaTodos os direitos reservados