Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

Alimentação de Natal e Ano Novo pode causar enxaqueca

Alimentação de Natal e Ano Novo pode causar enxaqueca
11:16 am ,5 de dezembro de 2019

O mês de dezembro chegou, tradicionalmente uma época de muitas festas e confraternizações, incluindo as ceias de Natal e Ano Novo. Nessas ocasiões, é bastante comum ver as mesas fartas de comidas mais pesadas e gordurosas, consideradas por muitos como mais saborosas. No entanto, para quem sofre de enxaqueca, esses alimentos podem desencadear uma crise de dor e, assim, acabar prejudicando o clima festivo.

O neurologista Gustavo Franklin explica que existem vários fatores que servem como gatilhos para crises de enxaqueca, desde o estresse e noites mal dormidas, até alguns alimentos e bebidas. “Em geral, alimentos muito gordurosos, como alguns tipos de carne, frituras – como a tradicional rabanada que muitas famílias gostam de consumir no Natal – podem causar uma crise de enxaqueca em pessoas que já têm alguma predisposição”.

O especialista ressalta que para cada pessoa que sofre de enxaqueca podem existir fatores desencadeantes diferentes. “Por isso, é fundamental que o paciente busque identificar quais são os seus gatilhos, ou seja, aquilo que pode causar uma crise para ele e, assim, evitar”. Mas em geral, de acordo com Franklin, os alimentos com maior potencial de provocar a dor de cabeça, além dos já citados, são os laticínios, chocolate, comidas muito condimentadas e congeladas. “Mas algumas pessoas são mais sensíveis e podem sentir dor até ao consumir algumas frutas, como pêra ou certos tipos de banana, por exemplo”.

E não são apenas os alimentos: as bebidas alcoólicas também podem ter esse efeito. “O vinho, por exemplo, contém tanino, uma substância química que é um dos grandes gatilhos para a dor de cabeça. Quanto mais encorpado for o vinho, maior é a sua concentração de tanino e, consequentemente, maior o potencial de provocar uma crise de enxaqueca”.

Como aproveitar a ceia sem ter uma crise?

Para evitar a crise de enxaqueca, o mais importante é realmente o autoconhecimento, saber a quais alimentos a pessoa é mais sensível ou não. “Além disso, é importante evitar fatores combinados, ou seja: consumir uma carne mais gordurosa e ao mesmo tempo beber um vinho. Ou mesmo misturar diversos alimentos desencadeantes na mesma refeição”, explica o neurologista. O segredo é manter o equilíbrio e fazer escolhas mais saudáveis na hora da ceia.

“Também é importante destacar que longos períodos de jejum também podem causar enxaqueca. Por isso, além de saudável, a alimentação precisa ser regular”, finaliza.

Comentarios

Comentarios

Copyright © 2015 WEspanha. Todos os direitos reservados