Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

Autoestima: como as estrias impactam a vida das mulheres

Autoestima: como as estrias impactam a vida das mulheres
17:22 pm ,30 de setembro de 2019

Uma pesquisa realizada pela Dove, linha de cosméticos, trouxe dados alarmantes. O estudo, realizado com jovens de diversos países, revelou que apenas 4% das mulheres se consideram bonitas – embora 80% afirme que existe beleza em todas as colegas. Além disso, foi possível constatar que muitas delas deixam de realizar vontades e atividades por conta da aparência. Como a aparência impacta, então, a vida feminina?

Embora o número assuste, diversas atitudes podem ser tomadas diante disso: entre elas, está a ação certeira em cima de características físicas que causam algum incômodo. Por esse motivo, o mercado cosmético não para de crescer: entre 2017 e 2018, o aumento nas vendas foi de 2,77%, segundo a ABIHPEC, Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosmético.

De onde vem a autoestima?

Para Leandro, sócio-fundador da marca Silk Skin, creme focado na redução de estrias, todas as mulheres precisam aceitar suas marcas pessoais, porém, isso não impede que as mesmas optem por minimizar e suavizar características que não as deixem tão felizes. “O corpo feminino passa por diversas mudanças durante todas as fases da vida. É natural querer minimizar estrias e, por isso, desenvolvemos um creme específico para essa necessidade”, comenta. “Ao reparar esses detalhes, é possível devolver a autoestima de muitas mulheres, incentivando a vaidade e a aceitação”, complementa.

Sabendo que o cuidado com a pele não é brincadeira, o Silk Skin Essential foi criado para tratar estrias junto com uma equipe de dermatologistas. Com resultados comprovados em até 28 dias, o Silk Skin Essential promove a elasticidade da pele e hidrata e previne o aparecimento novas marcas.

Com diversos ativos desenvolvidos especialmente para agir em todas as camadas da pele, o Silk Skin Essential repara as estrias sem alterar hormônios ou a alimentação, sendo uma opção de tratamento independente e democrática.

Comentarios

Comentarios

Copyright © 2015 WEspanha. Todos os direitos reservados