Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

Café de Machado compõe criação da Nespresso

Café de Machado compõe criação da Nespresso
13:56 pm ,10 de junho de 2015

por Helenice Laguardia*

Sim, a Nespresso continua acreditando no Brasil e investindo – vai triplicar a butique de Campinas (SP) e abrir outra unidade no país neste ano – sempre pensando em longo prazo. É o que garante o presidente da marca do Grupo Nestlé no Brasil, o sueco Stefan Nilsson. “Mesmo em crise, o brasileiro precisa de um bom café para sobreviver e para aguentar”, brincou Nilsson, que participou do Fórum de Comandatuba, do Grupo de Líderes Empresariais (Lide), na Bahia. O executivo contou que sentiu um pouco os reflexos da situação econômica atual, mas não houve queda no negócio.

Assim, a Nespresso, que tem em Belo Horizonte uma das mais de 400 butiques espalhadas pelo mundo, fez o lançamento nacional por aqui da cápsula Espresso Origin Brazil composta por Cafés produzidos em Minas Gerais, nas fazendas das regiões do Sul do Estado e Cerrado mineiro. E, para o orgulho da Coopama, parte destes grãos são produzidos em Machado, na propriedade Fazenda Recanto, do cooperado Afrânio José Ferreira Piva, de onde são produzidos de dois a três contêineres por ano de café Arábica Bourbon Amarelo.

Nascido em Minas, em Abre Campo, o gerente de B2B da Nespresso, Renato Chaves, explicou que uma das características principais da marca é criar experimentações diferentes, procurando regiões produtoras de grãos específicos para que se possa criar um café especial. “Já fizemos isso com cafés da Etiópia, Índia e Colômbia. Agora, temos um 100% de origem do Brasil da linha profissional (vendido a restaurantes e empresas com CNPJ) ”, explicou.

O Espresso Origin Brazil também irá para os 62 países onde a Nespresso tem presença. Esse novo blend não estará à venda nas butiques – as lojas da marca onde o consumidor pode comprar as cápsulas de café. “É uma solução profissional, para restaurantes de altos volumes com a máquina que é diferente”, informou Chaves. A empresa não divulga volumes de produção.

“A demanda do mercado nacional era para a criação de um café brasileiro”, justificou Chaves, sobre o lançamento do Origin Brazil. Com ele, a Nespresso passa a ter dez blends na linha comercial e, na linha home, para o consumidor, são 23 grand crus permanentes, além das edições limitadas.

ORGULHO. No lançamento do novo blend, a produtora Maria Selma Magalhães mostrava, orgulhosa, a florada de seus pés de café na fazenda Recanto Machado, no Sul de Minas. “Ninguém sabe o dia que ela vai acontecer. Essa foto foi feita em setembro, e são só três dias”. Desde 2006, Maria Selma fornece café para a Nespresso. “São de dois a três contêineres por ano de café Arábica Bourbon Amarelo, o top do top”.

Comentarios

Comentarios

Copyright © 2015 WEspanha. Todos os direitos reservados