Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

Cafés do Brasil geraram US$ 1,78 bilhão de receita cambial

Cafés do Brasil geraram US$ 1,78 bilhão de receita cambial
17:00 pm ,22 de maio de 2017

O Conselho dos Exportadores de Café do Brasil – CeCafé apontou em seu Relatório mensal de abril de 2017 que o Brasil exportou 10,15 milhões de sacas de café para 107 países, com receita cambial de US$ 1,78 bilhão, de janeiro a abril deste ano. Em nível global, o Relatório sobre o mercado cafeeiro de abril, da Organização Internacional do Café – OIC, mostrou que no primeiro semestre do ano cafeeiro 2016/17 as exportações mundiais foram de 60,08 milhões de sacas de 60 kg e que as exportações de ‘Naturais Brasileiros’ – café arábica – foram de 18,36 milhões de sacas, que corresponderam a 30,56% do total.

O grupo ‘Naturais Brasileiros’ da OIC inclui os cafés do Brasil, Etiópia, Iêmen, Paraguai e Timor-Leste. Especificamente com relação aos Cafés do Brasil, as exportações foram de 17,72 milhões de sacas e corresponderam a 29,49% das exportações mundiais no período de outubro de 2016 a março de 2017 – que para a Organização se refere ao primeiro semestre do ano cafeeiro 2016/17.

Segundo a OIC, as exportações mundiais do primeiro semestre do ano cafeeiro 2016/17 aumentaram 4,8% em relação ao primeiro semestre do ano cafeeiro 2015/16. No mesmo período houve uma redução de 2,4% nas exportações de ‘Naturais Brasileiros’ que foi compensada por embarques expressivamente maiores de Suaves Colombianos e Outros Suaves, o que manteve os volumes de exportação elevados e os estoques de países consumidores consideravelmente abastecidos.

Como exemplo do desempenho das exportações, o Relatório sobre o mercado de Café – abril 2017, da OIC, ressaltou que “a Colômbia se recuperou com sucesso da crise de ferrugem do café e aumentou a produção a níveis vistos pela última vez na primeira metade dos anos 90”. Além desses destaques, o Relatório apresenta também os preços indicativos diários dos grupos da OIC, volume e valor das exportações mundiais de café (2013 – 2016), diferenciais de preços, equilíbrio da oferta/demanda mundial, total das exportações dos países exportadores, entre outros que valem a pena serem conferidos.

O Observatório do Café também recomenda leitura do Relatório Mensal Abril 2017, do CeCafé, que apresentou o desempenho recente das exportações brasileiras de café com destaque para o volume de 2,13 milhões de sacas exportadas em abril, que geraram US$ 369 milhões. O decréscimo de 13,5% no volume exportado em relação a abril do ano passado foi compensado pelo aumento do preço médio, que em abril de 2017 foi de US$ 173,63 por saca e proporcionou aumento de 2,7% na receita cambial das exportações de café nesse mês. Segundo o Presidente do CeCafé, Nelson Carvalhaes, “O registro das exportações de abril segue dentro do cenário previsto na entressafra, com reflexo da redução da produção da safra atual, como também dos estoques existentes”.

Nesta edição do Relatório, o CeCafé destacou em séries estatísticas que as exportações brasileiras de café arábica para a América Central tiveram taxa de crescimento médio de 26,9% no período de 2011 a 2016. Em 2016, as exportações de café arábica para países da América Central foram de 31,5 mil sacas e geraram aproximadamente US$ 4,5 milhões.

Comentarios

Comentarios

Copyright © 2015 WEspanha. Todos os direitos reservados