Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

Scroll to top

Top

Cefaleia pode ser sinal de alerta

Cefaleia pode ser sinal de alerta
17:00 pm ,1 de setembro de 2016

por Cassius Frederico Martins Pereira

A cefaléia, popularmente conhecida como dor de cabeça, deve ser considerada como um sinal de alerta, podendo estar relacionada à uma causa mais grave de um problema de saúde. Podem ser primárias ou secundárias à algum problema orgânico.

As cefaléias podem ser classificadas de várias formas, mas o importante é diferenciar as causas graves relacionadas como aneurisma cerebral ou outros distúrbios vasculares, hipertensão arterial, neoplasias e distúrbios intracranianos ou neurais.

Uma crise típica de enxaqueca é reconhecida pela dor que envolve metade da cabeça, piora com qualquer atividade física e está frequentemente associada a náusea, vômitos e desconforto com a exposição à luz e sons altos, podendo durar até 72 h. Um conjunto de sintomas neurológicos, conhecido pelo nome de aura, costuma acompanhar o quadro de dor. Portanto, não se trata de uma simples dor de cabeça.

Na dor de cabeça tensional em geral, os pacientes descrevem a dor como uma sensação de aperto, pressão ou peso envolvendo a cabeça como uma faixa ou capacete. A localização é bilateral, sendo a região occipital predominante, mas também atinge as regiões frontal e apical. Possui intensidade leve ou moderada não impedindo as atividades rotineiras diárias. Não raro, essa dor melhora com atividade física ou relaxamento. Normalmente não há sintomas associados como náusea e osmofobia, e o vômito não acompanha essa dor.

O médico deve saber ouvir e detalhar as características da cefaleia relatadas pelo paciente e avaliar a necessidade de exames complementares para descobrir o tipo e prescrever o melhor tratamento.

Cassius Frederico Martins Pereira é médico cardiologista na empresa Cardiocenter em Varginha.

Comentarios

Comentarios

Copyright © 2015 WEspanhaTodos os direitos reservados