Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

Com novo perfil de profissional, mercado requer inovações

Com novo perfil de profissional, mercado requer inovações
16:00 pm ,2 de agosto de 2017

O atual cenário do mercado de trabalho brasileiro está longe de ser positivo, levando em consideração que 14 milhões de profissionais estão desempregados. Neste momento, investir no empreendedorismo acaba sendo uma opção para quem está buscando se restabelecer financeiramente e se satisfazer em uma nova profissão.

Nos últimos anos, com a crise econômica, uma parte dos trabalhadores que perdeu o emprego resolveu mudar de área e investir em algo novo. No entanto, o medo de começar a empreender acaba gerando uma barreira nesta trajetória. Diego Carmona, cofundador da leadlovers, empresa de tecnologia que oferece uma plataforma para a automação de marketing digital, analisa: “Quando a gente empreende, tem de abrir mão de muitas seguranças da carteira assinada e o fantasma do fracasso fica nos rondando porque há muita coisa em jogo. Mas esse medo se conecta, também, com a questão das habilidades”.

Segundo dados da pesquisa GEM (Global Entrepreneurship Monitor) de 2015 – 2016, 58,3% dos brasileiros empreendem porque têm segurança sobre suas habilidades. Mesmo assim, 44,7% destas pessoas sentem medo de fracassar. Com quase 20 anos de experiência como empreendedor, Carmona apresenta caminhos para seguir nesta jornada em seu livro “Visionários – Desenvolva um novo olhar sobre seu negócio, inove e se destaque no mercado!”.

Saber quais são as competências de um líder é um grande passo para alcançar o sucesso do empreendimento. Não basta apenas conhecer a fundo como desenvolver o produto que irá oferecer ao mercado; é necessário saber gerir todo o processo para que isso, de fato, se concretize. “É importante pensar em como equilibrar suas habilidades e deixar de ser um cara puramente técnico que se esconde na zona de conforto para não ter de pensar no negócio como um todo”, destaca o autor.

Fazer sempre as mesmas atividades sem se preocupar em inovar não cabe mais no cenário atual, que passa por constantes mudanças. A nova geração de profissionais que está entrando no mercado de trabalho não busca uma carreira previsível de anos de atuação em uma mesma empresa, o que era o sonho de seus ascendentes. Mudar de carreira acabou se tornando uma tendência para estes jovens, que têm uma forte conexão com o mundo digital. Assim, analisar o mercado e saber enxergar oportunidades tem que fazer parte das atividades de um bom empreendedor. “Se você continuar fazendo exatamente o que está fazendo, não terá resultados positivos”, alerta Carmona.

Além disso, para se tornar um líder visionário, é fundamental se dedicar a algo novo todos os dias. O especialista dá a dica: “No empreendedorismo, esse algo novo deve estar atrelado aos objetivos que você imagina que a sua empresa vai atingir em longo prazo. Muitos de nós, presos no papel de técnicos, sequer temos essas metas delineadas. Nesses casos, sair da zona de conforto é dedicar algumas horas diárias para pensar sobre esses objetivos – em curto, médio e longo prazo”.

Comentarios

Comentarios

Copyright © 2015 WEspanha. Todos os direitos reservados