Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

Scroll to top

Top

Como está a sua reputação digital?

Como está a sua reputação digital?
15:20 pm ,23 de maio de 2016

*Por Daniela Viek, especialista em Personal Branding

Estamos vivendo a era digital, onde a nossa imagem, opiniões e conhecimentos passaram a ser vistos e compartilhados com uma velocidade muito maior. A partir disso, faço a seguinte pergunta: Você colocaria em um outdoor a informação, vídeo ou foto que está prestes a compartilhar na internet? Caso a resposta seja sim, siga em frente. Caso seja negativa, repense.

Como está a sua reputação nas plataformas online? Fazer um diagnóstico e monitorar a sua presença no meio digital, levantando as informações existentes, é essencial para que você analise quais informações são realmente necessárias e devem estar no universo online para um bom posicionamento da sua imagem pessoal e profissional. Existem ferramentas gratuitas que te permitem monitorar a sua marca pessoal na internet, como por exemplo, o Google Alerts. De fato, a nossa reputação está associada à nossa marca pessoal, quem nós somos, nossa essência, nossos resultados e o cumprimento [ou não] de nossas promessas. Se não somos [na vida real] aquilo que mostramos no meio digital, não geramos confiança para a nossa audiência. Com isso, você pode não estar construindo uma imagem que venha a lhe favorecer pessoalmente e profissionalmente, na verdade, você pode estar fazendo exatamente ao contrário e prejudicando sua carreira.

Na esfera profissional, a reputação digital dos atuais ou futuros colaboradores vem se mostrando cada vez mais importante às empresas. Uma pesquisa recente da Opinion Research Corporation, empresa de pesquisa de opinião pública, mostrou que 84% dos norte-americanos realizam uma busca na internet antes de contratar um funcionário. No Brasil, essa taxa chega a 75%. Ainda de acordo com a pesquisa, 70% dos recrutadores já rejeitaram algum candidato devido a informações obtidas na internet. Além disso, cerca de 8% dos funcionários brasileiros já perderam o emprego por esse motivo. Os números são, no mínimo, interessantes, exigem atenção e mostram que a internet deve ser uma preocupação das empresas e das pessoas, que precisam preservar e fortalecer suas marcas corporativas e pessoais.

Já na esfera pessoal, essa reputação também precisa ser trabalhada com muita atenção. Tenha cada vez mais cuidado ao colocar dados pessoais na internet, que podem também comprometer sua segurança, importante também conhecer sobre Direito Digital. Hoje já não existe uma separação exata entre vida pessoal e profissional na internet. Por este motivo, entenda que você não pode ser uma pessoa em uma determinada rede social e outra pessoa em uma rede social diferente. É claro que você tem públicos distintos te acompanhando e também estratégias distintas para cada canal, mas a sua marca pessoal deve ser preservada. Clareza, Consistência e Constância são os 3 C´s da Marca Pessoal, fatores que mostram o quanto você está preocupado com a própria imagem e reputação digital.

Não se esqueça: reputação é o que os outros dizem a seu respeito. Hoje estamos a um clique de um cliente ou de um concorrente. É possível fazer quase tudo digitalmente. Por isso, se não há nenhuma informação sua na internet, nessa era digital em que vivemos, você está perdendo muitas oportunidades. Não ter uma presença digital é ruim, mas ter uma má reputação digital pode ser pior ainda. Então, é preciso trabalhar essa reputação dentro dos seus objetivos de marca pessoal. Cuide e adeque a sua presença digital. A partir disso, dependendo dos seus objetivos, você conquistará inúmeros benefícios, como a atração de clientes e de parceiros, posicionamento de referência no mercado, autoridade, credibilidade, entre tantos outros.

Foto: Daniel Zimmermann

Comentarios

Comentarios

Copyright © 2015 WEspanhaTodos os direitos reservados