Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

Como o mercado de trabalho está se comportando em 2019?

Como o mercado de trabalho está se comportando em 2019?
15:37 pm ,28 de agosto de 2019

O ano de 2019 começou com otimismo e euforia. A entrada de um novo governo, com promessas de mudanças e reformas importantes, gerou ânimo e energia para a maioria dos mercados, fazendo com que o sentimento de retomada econômica e crescimento voltasse a ser possível. Mas, esse otimismo não se sustentou durante muito tempo e percebemos uma nova retração do mercado. A inabilidade do novo governo em negociar e aprovar projetos e reformas de suma importância, foi percebida no segundo trimestre, o que gerou novamente uma desaceleração da economia. Em abril, já era possível notar que as mudanças e projetos de investimento seriam adiadas para o segundo semestre do ano.

Se por um lado o desemprego continuou em alta e algumas vagas permaneceram congeladas, a falta de expertise do governo em negociar abriu oportunidades para profissionais de relações governamentais em grandes companhias nacionais e multinacionais. Entre as quatro áreas de especialização da VITTORE, consultoria boutique de recrutamento em Legal, Tax, Compliance e Corporate Affairs, a área que mais teve demanda de contratação nesse primeiro semestre foi Corporate Affairs. O relacionamento com o governo se provou um grande desafio e, para dominar essa interação, os profissionais com perfis especializados passaram a ter uma importância extremamente estratégica dentro das empresas.

Outro fator que vem impulsionando o crescimento das contratações nessa área é a crescente importância que Compliance vem impondo ao novo perfil de profissionais. Construir relações transparentes com órgãos públicos tornou-se item indispensável e, nesse sentido, o profissional de relações governamentais ganha relevância e destaque, já que seu principal papel é fazer a intermediação entre a empresa e o setor público em todas as esferas (executivo, legislativo e judiciário).

A segunda área com o maior número de projetos dentro da consultoria foi a nossa divisão tributária, com um aumento expressivo de posições com foco no contencioso tributário, tanto com viés judicial, quanto administrativo nas empresas. Trata-se de um reflexo direto da complexidade dos impostos no Brasil e que acabou se tornando uma área extremamente estratégica dentro das companhias que visam mitigar seus riscos perante o fisco. Desde 2018, o mercado presenciou o aumento de autuações tributárias em relação aos anos anteriores. Na ânsia por diminuir esse índice e evitar novas multas e cobranças, as empresas passaram a investir na contratação de advogados especializados.

Em relação aos setores do mercado, o que mais cresceu em número de posições, de acordo com nossa percepção, foi o farmacêutico e a indústria de bens de consumo. Foi a primeira vez que o governo, por meio do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, iniciou um debate com a sociedade e com as empresas sobre doenças raras. Essa discussão fomentou o mercado no sentido de criar novos projetos em relação ao tema.

É difícil prever o que irá acontecer nos próximos meses, mas desde que a reforma da previdência passou pela Câmara, o ânimo voltou a crescer, dando indícios de que a recuperação econômica é possível. Com as atuais perspectivas, onde a reforma da previdência seja votada em outubro, arrisco dizer que ainda esse ano iremos sentir o crescimento em alguns mercados e, sem dúvida, 2020 trará perspectivas mais positivas de um ano de melhores resultados para todos.

Tauan Mendonça é sócio da VITTORE Partners, consultoria de recrutamento especializada nos mercados Jurídico, Tributário, Anticorrupção e Assuntos Corporativos.

Comentarios

Comentarios

Copyright © 2015 WEspanha. Todos os direitos reservados