Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

Cresce em 5% a intenção de compra de presentes para o Dia das Crianças

Cresce em 5% a intenção de compra de presentes para o Dia das Crianças
11:00 am ,8 de outubro de 2018

70% dos consumidores disseram que irão comprar presentes para comemorar o Dia das Crianças em 2018, o que representa um aumento de cinco pontos percentuais em relação a data anterior, conforme constatou a Boa Vista SCPC, em sua pesquisa de hábitos de consumo e pretensão de compra para o Dia das Crianças. Realizada com cerca de 1.800 consumidores, em todo o país, entre os meses de agosto e setembro, a pesquisa identificou ainda que 42% dos consumidores pretendem gastar um valor superior ao ano anterior. Outros 37% a mesma quantia que em 2017, e 21% afirmaram que irão gastar menos.

Dos que disseram que irão comprar presentes, mas que pretendem gastar menos ou o mesmo valor do ano passado, 31% afirmaram que o motivo é a contenção de despesas. O segundo motivo, que passou de 19% para 27% de 2017 para 2018, é a necessidade de priorizar o pagamento de outras contas da casa, como as de água, energia elétrica, mensalidade escolar etc. 25% afirmaram que o motivo é o aumento dos preços (inflação e alta dos juros). 11% redução da renda/salário e 6% porque estão desempregados.

SAO PAULO - SP - BRASIL - 26.11.2015 - Black Friday Supermercado Extra da Avenida Ricardo Jafet  Foto  Reinaldo Canato

SAO PAULO – SP – BRASIL – 26.11.2015 – Black Friday
Supermercado Extra da Avenida Ricardo Jafet
Foto Reinaldo Canato

50% dos consumidores comprarão brinquedos. Itens de vestuário ocupam a segunda posição (eram 21% em 2017 e agora são 24%), seguidos por eletrônicos (eram 21% em 2017 agora são 16%). Neste ano, a escolha por vídeo game é superior ao ano passado (24% contra 19%), ficando à frente do celular. Considerando celular e smartphone, o total de menções equivale ao ano anterior (41% contra 40%).

O valor médio pretendido para a compra do presente do Dia das Crianças em 2018, em comparação a 2017, teve uma queda de 4%, passando de R$ 197 para R$ 190. O valor médio pretendido considera todos os itens que se pretende comprar para a data.

37% dos consumidores não irão comprar presentes por estarem sem condições financeiras ou muito endividados. Para 26% o motivo é o desemprego, seguido por contenção de despesas (16%), priorização de contas da casa (15%), aumento dos preços (5%) e redução da renda/salário (1%)

Comentarios

Comentarios

Copyright © 2015 WEspanha. Todos os direitos reservados