Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

Cuidado! Conheça os riscos de investir numa microfranquia

Cuidado! Conheça os riscos de investir numa microfranquia
17:00 pm ,6 de junho de 2018

Micro franquia é uma denominação brasileira para franquias de “baixo investimento”. Esta classificação já foi alterada duas vezes sendo a primeira para aquelas franquias com investimento até R$50.000,00 e, logo em seguida passaram para até R$80.000,00.

No mercado americano de franquias a classificação é pela atividade e não pelo valor de investimento e, assim são chamadas de “home based”, operadas unicamente pelo franqueado e com base operacional na própria casa.

Classificar franquias pelo investimento é temeroso por induzir o candidato a buscar uma mais “barata e boa”. Será? Vamos analisar quando realmente vale a pena, ou não:

Não vale a pena geralmente quando o candidato não faz a “lição de casa”:

· Busca apenas um investimento baixo, mesmo que não tenha nenhuma identificação com o negócio;

· Pensa que, como é uma franquia e ainda premiada, vai ficar rico sem fazer nada e que a premiação substitui sua avaliação;

· Não lê com atenção e cuidado a COF-Circular de Oferta de Franquias (documento legal em que o franqueador descreve seu conceito e fornece uma lista com os atuais franqueados e aqueles que se desligaram);

· Quando não quer ter o trabalho de checar as informações da COF com franqueados daquela franquia que está interessado, perguntando objetivamente se eles receberam o prometido;

· Quando você assina um Contrato de Franquia que começa dando recibo de que recebeu e concordou com a COF sem nunca ter visto ou mesmo discutido o documento;

· Quando você inicia o treinamento (quando tem) e verifica que não foi nada daquilo que comprou, mas mesmo assim segue em frente;

· Quando o candidato não checa a reputação do negócio escolhido em sites como Reclame Aqui e outros do gênero que estão cheios de reclamações de franqueados de algumas franquias que pode ser a sua escolhida;

· Acredita que o franqueador, mesmo sem nenhuma unidade própria, vai conseguir lhe passar a necessária experiência e conhecimento do negócio;

· Quando você fica encantado que, o mesmo franqueador, possui diversas franquias diferentes para lhe vender e, não pergunta como ele consegue ser bom em tantos negócios diferentes ao mesmo tempo;

· Quando sua escolha está baseada na liberdade que o franqueador lhe dá para fazer modificações no negócio (imagine que bagunça de negócio que você entrou, pois cada franqueado fará de um jeito, incluindo você);

· Quando você acredita que deverá trabalhar pouco, ou mesmo que é apenas um negócio “part time” para reforçar sua renda.

Vale muito quando você:

· Desconfia de selos, prêmios e outros, considerando que nada pode substituir sua avaliação pessoal;

· Não aceita o contato com intermediários corretores e quer ser atendido diretamente pelo franqueador com quem deverá conviver alguns bons anos de sua vida no negócio;

· Quer apenas que o negócio lhe dê uma direção e o franqueador a orientação;

· Que a escolha foi baseada na sua identificação com o negócio e, que esta identidade será o motor da motivação necessária para tocar sozinho um pequeno negócio, entendendo que tudo dependerá apenas de você;

· Escuta os atuais franqueados do negócio que lhe recomendam a aquisição e que eles mesmo teriam ou gostariam de ter novas unidades daquela mesma franquia;

· Quando ao término do treinamento, você sente a confiança e o conhecimento necessário para fazer o negócio acontecer;

Avalie o quadro comparativo entre BENEFÍCIOS e DESAFIOS para a operação de uma MICROFRANQUIA e, boa sorte!

image004

Comentarios

Comentarios

Copyright © 2015 WEspanha. Todos os direitos reservados