Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

E-commerce cresce na contratação de freelancers

E-commerce cresce na contratação de freelancers
11:00 am ,5 de julho de 2017

O e-commerce no Brasil está em constante crescimento. De acordo com a Pesquisa Conjuntural do Comércio Eletrônico FecomercioSP/Ebit, o setor deve crescer 15% em 2017, enquanto cresceu 8% em 2016. E não é só no nas vendas que o comércio eletrônico irá subir: segundo levantamento da Workana, plataforma de trabalho freelance com atuação em toda a América Latina, o setor vem crescendo e estará no topo dos contratantes de freelancers até o final do ano.

A plataforma tem cerca de 40% de empresas contratantes no ramo de e-commerce, e a categoria segue crescendo: comparando o primeiro trimestre de 2017 com o mesmo período do ano passado o crescimento é de 175%. Mas qual a relação entre o crescimento do setor e a contratação de freelancers? Guillermo Bracciaforte, COO e cofundador da Workana, explica. “Vemos que muitas empresas, pequenas e médias, que antes não podiam ter presença online, agora podem criar as suas lojas online graças à contratação destes profissionais e assim começar a desenvolver este novo canal”, diz Guillermo.

Ainda de acordo com a Workana, 50% destas empresas fazem pelo menos algum tipo de marketing online, área que conta com 21% dos profissionais da plataforma e que mais cresceu em 2016. Além disso, os profissionais freelancers podem oferecer serviços pontuais para empresas que buscam modernização e melhorias, como desenvolvimento de sistemas para automatização de processos, criação de planilhas planejadas e otimizadas, desenvolvimento de sites e aplicativos e serviços de tecnologia em geral.

Para Guillermo, a vantagem na contratação de freelancers é poder contar com profissionais de diversas áreas. “Os freelancers estão sempre se atualizando para crescer, é um mercado bem competitivo. Isso traz diversidade para as empresas, pois é como se o empresário tivesse vários parceiros, e todos eles estivessem a par dos avanços do mercado em suas áreas de atuação, ajudando a orientar sobre as mudanças e agir perante a elas, não apenas reagir”, analisa Guillermo.

Comentarios

Comentarios

Copyright © 2015 WEspanha. Todos os direitos reservados