buy dnp online casino malaysia online casino singapore viagramalaysia Sibutramine Malaysia slots malaysia Especialista dá dicas para amenizar os prejuízos do comércio nos feriados | Perfil WE
Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

Especialista dá dicas para amenizar os prejuízos do comércio nos feriados

Especialista dá dicas para amenizar os prejuízos do comércio nos feriados
15:13 pm ,17 de fevereiro de 2020

Feriado é motivo de comemoração para muitos, mas de prejuízo para outros. Com nove feriados nacionais, sendo seis prolongados em 2020, o comércio varejista deve ter um prejuízo de R$ 19,6 bilhões, segundo pesquisa divulgada recentemente pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).

O levantamento apontou que em 2019, o comércio varejista e atacadista tiveram um prejuízo de R$ 17,4 bilhões com os feriados nacionais. A CNC estima que haja uma queda de 8,4% na lucratividade do comércio a cada feriado. Na pesquisa não estão incluídos os feriados estaduais e municipais.

O consultor em administração e especialista em Governança Corporativa, Marcelo Camorim, vê na prática os prejuízos do excesso de feriados no País, principalmente devido ao fato do Brasil estar em crise há 5 anos e com mais de 12 milhões de desempregados. “Muitos feriados acontecem no meio da semana, o que quebra o ritmo da equipe”, diz.

Entretanto, como os feriados são culturais no País, o especialista orienta que as empresas desenvolvam alternativas para driblar a queda de produtividade que as paradas. Como exemplo, ele cita a criação de campanhas promocionais nos dias úteis que antecedem ao feriado, campanhas de premiação para estimular a produtividade e, assim, equilibrar a queda nas vendas nos dias de feriado.

Vale também buscar acordos coletivos para transferir feriados que caiam no meio da semana para a segunda-feira ou sábado. Caso o feriado seja uma data estratégica importante para o negócio, a empresa pode optar por convocar o colaborador para trabalhar no feriado e remunerá-lo conforme a legislação trabalhista. “Não são todos que viajam nos feriados”, explica.

Outra alternativa, quando o feriado cai perto do fim de semana, é estabelecer o sistema de compensação com os colaboradores para que eles possam emendar. “Se o colaborador trabalha das 8h às 18h, ele passa a trabalhar meia hora a mais a cada dia para compensar a folga que ficará sem trabalhar. Assim não prejudica a produtividade”, esclarece.

Oportunidade

Um bom negócio não tem dia e nem hora para acontecer, pode ocorrer, inclusive, nos feriados. A URBS Imobiliária, uma das maiores empresas do setor em Goiás, é um exemplo de empresa onde os profissionais de corretagem optam em fazer plantões nos feriadões para atender quem está pesquisando imóveis. De acordo com o gestor de equipe da imobiliária, Eduardo Geffen, quem não sai de Goiânia e tem o projeto de comprar um imóvel costuma aproveitar esses períodos, no qual a cidade está mais tranquila, para conhecer os decorados.

“No dia a dia os clientes sempre estão trabalhando, então são nessas épocas de folga prolongada que se torna mais fácil deles conseguirem o tempo que precisam para fazer uma visitar um empreendimento. Por isso, é sempre grande a possibilidade de realizar uma venda nos feriados”, explica Eduardo que trabalha há dez anos no mercado imobiliário.

De acordo com o diretor comercial da URBS Imobiliária, Edmilson Borges, alguns corretores parceiros da empresa até disputam a participação nos plantões de vendas nos feriados, pois sabem que é um período com ótimas oportunidades. “Em Goiânia, recebemos um público grande vindo de fora, do interior e até de estados próximos. São pessoas que aproveitam os feriados para buscar um imóvel na capital com mais calma. Em geral são famílias que querem comprar um imóvel para o filho que vem estudar na cidade ou têm interesse de ter um imóvel de apoio na capital”, explica Edmilson.

Em 2019, a corretora autônoma Priscylla Sousa Damasceno fez plantão de vendas no período natalino e afirma que é uma questão de oportunidade para todos. Para o cliente, pois é quando ele está com mais tempo para procurar um imóvel. “Em geral, ele entra num estande de vendas nesta época e tem grande intenção de compra. E é uma oportunidade para o corretor. Acho que quem não vai ao plantão acreditando nessas oportunidades, acaba perdendo”, esclarece.

Diretor da URBS Imobiliária, José Humberto Carvalho, reforça que, embora o volume de visitantes seja menor em feriadões, a intenção de compra é maior que em dias normais. “Só se dispõe a visitar o imóvel quem realmente está interessado na aquisição. Esse momento de pausa de atividades é uma oportunidade para os investidores aproveitarem para fechar negócios”, complementa.

Comentarios

Comentarios

Copyright © 2015 WEspanha. Todos os direitos reservados