Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

Feriado prolongado requer atenção do motorista

Feriado prolongado requer atenção do motorista
17:00 pm ,14 de junho de 2017

Em abril foram dois feriados consecutivos. Em maio, um no início do mês, e então, mais de quarenta dias ininterruptos de “vida normal”. Essa espera por mais uns dias de folga pode ter aumentado ainda mais o desejo de viajar. Quem optar por enfrentar o aumento do fluxo de veículos nas rodovias no feriado de Corpus Christi, que marca o próximo dia 15 (quinta-feira) e é prorrogado até 18 (domingo), precisa de atenção redobrada para garantir uma viagem segura e divertida.

Conforme pondera o diretor da Perkons, Luiz Gustavo Campos, a responsabilidade inerente ao ato de dirigir começa antes mesmo da viagem. “É essencial que o veículo passe por revisões periódicas. No caso de uma viagem, porém, mesmo que curta, é imprescindível submeter o carro a uma manutenção preventiva, que verifique, por exemplo, o estado dos faróis, pneus e, é claro, do motor. Esse cuidado pode evitar acidentes e imprevistos”, avalia.

Também é parte dos preparativos do passeio, segundo Campos, o planejamento meticuloso, que leve em consideração a previsão do tempo e os pontos e horários destinados ao descanso durante o trajeto. “Parecem aspectos ínfimos, mas eles fazem toda diferença para garantir um translado seguro”, completa.

Balanço de 2016 da PRF revela redução de 34% no índice acidentes no feriado

Deixar de cuidar das condições veiculares e de pensar nas próprias condutas enquanto motorista trazem reflexos diretos no tráfego das rodovias, sobretudo quando há o alto fluxo típico de feriados prolongados. Conforme disponibilizado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), durante os cinco dias da operação Corpus Christi de 2016, o órgão emitiu 28.750 autuações de trânsito, 4.698 por ultrapassagem irregular.

A PRF também contabilizou 118 óbitos oriundos de acidentes de trânsito nas rodovias federais, aumento de 8% em comparação ao mesmo período de 2015. Ainda assim, houve redução no número de acidentes e feridos, respectivamente de 34% e 16%.

Comentarios

Comentarios

Copyright © 2015 WEspanha. Todos os direitos reservados