Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

Scroll to top

Top

Loja 33e34 cresce no e-commerce de nicho

Loja 33e34 cresce no e-commerce de nicho
11:00 am ,4 de março de 2016

33e34, boutique on-line que atende exclusivamente clientes que calçam esta numeração, alcançou em pouco mais de 1 ano de operação 17 marcas de cerca de 180 modelos diferentes, um catálogo que deverá dobrar em 2016 com a chegada de novas grifes.

“Como este é um universo menor de consumidoras, as fabricantes produzem poucos pares ou mesmo não lançam calçados nesta numeração, o que me levou a identificar uma oportunidade para criar uma loja virtual focada na necessidade das mulheres que, assim como eu, sofrem na hora de encontrar um sapato, seja para um look esportivo ou mais social”, diz Tania Gomes Luz, CEO da 33e34 Shoes.

“A ideia atraiu investidores-anjo e estamos prontos para continuar crescendo. Acreditamos que este ano vamos aumentar nosso faturamento em 80% por conta da negociação com novas grifes e uma maior oferta de produtos para atender todos os estilos e necessidades”, acrescenta.

A 33e34 reúne coleções exclusivas para todas as ocasiões e estilos que são apresentadas nas categorias Basic, Romantic, Modern e Festa. São sandálias, scarpins, anabelas, peep toes, rasteiras, tênis, sapatilhas, flats, meia patas e botas de marcas desejadas como Luiza Barcelos, Vizzano, Piccadilly, Usaflex, Bárbara Krás, Ballasox, Crysalis, Cecconello, Divalesi, Esdra, Werner, Vicenza, Guilhermina, Converse, Raphaela  Booz, Perky e Tabita.

“Fechamos parcerias recentemente com grifes bastante conhecidas, como Piccadily, Usaflex, Tabita e Raphaela Booz e em breve iremos lançar também nossa marca própria. Nossas clientes podem esperar o lançamento de modelos 33 e 34 que nunca sonharam calçar”, revela.

Fundada em 2015 por Tânia em sociedade com Tiago Luz, Luiz Pavão e Rodrigo Kray, a startup já recebeu investimentos que ultrapassam os R$ 700 mil, sendo R$ 300 mil de um grupo de investidores anjo capitaneado pelo investidor João Kepler; uma segunda rodada, da MIA (Mulheres Investidoras-Anjo), grupo liderado pelas empreendedoras Ana Fontes, Camila Farani e Maria Rita Bueno que realiza investimentos em negócios comandados por mulheres; e um terceiro aporte, liderado pelo investidor Marco Poli e que foi recebido durante o Investor Day, evento realizado pela StartSe e o Broota.

Comentarios

Comentarios

Copyright © 2015 WEspanhaTodos os direitos reservados