Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

Scroll to top

Top

Minas Gerais deverá receber R$ 39,1 bi em investimentos

Minas Gerais deverá receber R$ 39,1 bi em investimentos
11:00 am ,29 de março de 2016

Minas Gerais deverá receber R$ 39,1 bilhões em investimentos nos próximos dois anos.  As regiões Centro e Triângulo e os segmentos de  mineração, transportes e energia deverão reunir a maior parte dos recursos. Apesar disso, houve uma queda de R$ 661 milhões no valor total dos investimentos no estado se comparado ao levantamento anterior.  É o que aponta o Boletim Trimestral de Investimentos, organizado pelo Sebrae Minas que avalia o total de investimentos anunciados na mídia e previstos para o período de janeiro de 2016 a dezembro de 2017.

Do total dos R$ 39,1 bilhões, 44% dos investimentos em Minas deverão ir para as cidades de Morro do Pilar, Belo Horizonte, Nova Lima, Betim, Uberaba, Congonhas, Sete Lagoas, Sabará, Pirapora e Araxá.

A previsão para o período é que os aportes sejam distribuídos por setor da seguinte forma: R$ 19,7 bilhões para a indústria, R$ 14,8 bilhões para a infraestrutura, R$ 2 bilhões para serviços, R$ 1,4 bilhões para  agronegócio, e R$ 1,2 bilhões para comércio.

O levantamento também traz ainda informações detalhadas sobre os segmentos.  A mineração receberá 27% dos aportes, cerca de R$ 10,6 bilhões. Somente a região do Centro do estado deverá concentrar R$ 8 bilhões em recursos, principalmente em Morro do Pilar e Congonhas.

Para o segmento de transportes estão previstos R$ 8,4 bilhões, o que representa 21% do total de investimentos, principalmente para a região Centro, que deve receber R$ 4,8 bilhões.

Já a área de energia, concentra 13% dos recursos, cerca de R$ 5 bilhões. A maior parte deles, R$ 1,5 bilhões vão para a região Norte do estado, com destaque para Pirapora e Montes Claros.

Também foi verificado que algumas regiões como Centro, Norte e Jequitinhonha e Mucuri receberão mais investimentos do que o esperado se comparado com suas participações do PIB (Produto Interno Bruno) do estado, em 2012.

Ainda em relação a distribuição dos recursos por região, o Centro do estado lidera o ranking com R$ 21,6 bilhões, na frente do Triângulo Mineiro com R$ 5,7 bilhões, Norte com R$ 3,2 bilhões, Sul com R$ 1,9 bilhões, Rio Doce com R$ 1,5 bilhões, Jequitinhonha e Mucuri com R$ 1 bilhão e o Noroeste com R$ 499 milhões.

Comentarios

Comentarios

Copyright © 2015 WEspanhaTodos os direitos reservados