Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

Mulheres empreendedoras: 10 dicas para conquistar o sucesso

Mulheres empreendedoras: 10 dicas para conquistar o sucesso
11:15 am ,2 de setembro de 2019

A jornada empreendedora é cheia de desafios. As dificuldades ainda são maiores quando se é mulher. Isso porque elas precisam lidar com diversos desafios que são impostos por conta do machismo, um problema estrutural da sociedade. Um estudo desenvolvido pelo Female Founders Fund, por exemplo, apontou que apenas 8% das startups que receberam investimento no Vale do Silício são liderada por mulheres. Além disso, elas têm menos chances de conhecer pessoas empreendedoras, o que dificuldade o networking.

Diante de tantos desafios, como superá-los e conquistar o sucesso? A tarefa não é fácil, mas também não é impossível. A verdade é que as mulheres, infelizmente, precisam redobrar seus esforços para conseguir uma boa posição no mercado. Contudo, mesmo diante da dura realidade, é preciso seguir em frente.

É justamente o que elas estão fazendo. Nos últimos anos, o número de mulheres empreendedoras no Brasil quase triplicou. Atualmente, o Brasil conta com 24 milhões de empreendedoras. Elas provam que mesmo diante das dificuldades empreender também é coisa de mulher.

Empreendedorismo para mulheres: dicas para conquistar o sucesso

Para ajudar elas no desafio de empreender, o Abertura Simples, portal que conecta contadores com empreendedores, selecionou algumas dicas sobre empreendedorismo para mulheres. Confira!

1. Supere a síndrome da impostora

A Síndrome do Impostor(a) é um distúrbio psicológico que faz com que as pessoas sintam que são uma fraude, mesmo quando elas alcançam sucesso profissional e são reconhecidas. O termo foi descrito pela primeira vez em 1978 pelas psicólogas norte-americanas Pauline Clance e Suzanne Imes que desenvolveram um estudo com 150 mulheres bem-sucedidas.

É preciso destacar que a síndrome afeta tanto homens quanto mulheres. Contudo, são elas a mais afetadas. É o que indica uma pesquisa da Universidade Dominicana da Califórnia. Sendo assim, é importante que as empreendedoras fiquem atentas ao assunto e façam uma análise de como se sentem. Caso identifiquem a síndrome, o ideal é procurar ajuda de um profissional, como psicólogo.

2. Administre seu tempo

Cuidar da família, da casa e trabalhar. As mulheres enfrentam dupla, às vezes tripla, jornada de trabalho. Isso pode atrapalhar a jornada empreendedora, uma vez que empreender exige tempo. Por isso, é muito importante que as mulheres conversem com seus companheiros para dividir as tarefas domésticas.

Além disso, a empreendedora também deve realizar um planejamento adequado do seu horário de trabalho. É interessante ter uma agenda, física ou online, para conseguir se organizar e definir prioridades.

3. Foque na atualização constante

A mulher que decide abrir o próprio negócio deve ser uma eterna aprendiz. Portanto, ela deve se atualizar, constantemente, sobre todos os assuntos que envolvem a jornada empreendedora. A dica é ler sites, blogs, assistir vídeos sobre o mundo dos negócios. Ela também pode investir em palestras e workshops para entender as novidades do mercado.

4. Invista em educação financeira

As mulheres são pouco incentivadas a aprender sobre investimentos, planilhas etc. O resultado disso é que elas podem sentir dificuldades para cuidar da gestão financeira da própria empresa. Diante disso, aprender sobre educação financeira é indispensável para mulheres empreendedoras. Os estudos serão essenciais para que elas consigam gerenciar melhor a vida financeira de suas empresas.

5. Faça networking

Um dos conselhos mais transmitido para empreendedores é construir relações sólidas. Ter uma boa rede de contato permite que a empreendedora possa se atualizar, ter insight, fazer parcerias e ter acesso a informações estratégicas.

A dica para desenvolver uma rede de contatos é participar de eventos, congressos, festas e ir conhecendo as pessoas. No entanto, nada de forçar a “barra”. Deixe que as relações fluam da forma mais natural possível.

6. Seja uma líder que inspira

A liderança é um dos pontos mais relevantes para que a empresa conquiste o sucesso. Bons líderes conseguem motivar sua equipe e uma equipe motivada trabalha com muito mais eficiência. Sendo assim, a empreendedora deve ser uma boa líder.

Como? Simples. Aprendendo sobre o comportamento de uma líder que inspira, ou seja, sendo empática, assumindo erros e aprender com eles, desenvolvendo uma boa comunicação, promovendo a harmonia da equipe etc.

7. Tenha um plano de negócio

Não é possível criar e desenvolver um negócio completamente à deriva, adaptando a realidade negocial em conformidade com as mudanças culturais, econômicas e de mercado, sem haver um mínimo de antecipação sobre as ações e resultados futuros.

Uma das principais funções do plano de negócios é auxiliar os empreendedores e administradores durante o processo de tomada de decisões. Sendo assim, é indispensável que a empreendedora desenvolva o seu.

8. Invista em marketing digital

Quem não é visto, não é notado.Para que a empresa ganhe relevância no mercado, ela precisa investir em estratégias de divulgação. Atualmente, a forma mais eficiente para fazer isso é por meio do marketing digital, já que ele é mais efetivo e tem um custo mais baixo do que uma propaganda offline.

9. Aprenda a vender

Desenvolva uma abordagem eficiente, demonstre segurança sobre o assunto e faça sua venda. Lembre-se que no início pode ser algo complicado, mas que os erros vão te ajudar a melhorar. Por isso, aprenda com eles e treine bastante.

10. Confie e não desista

Empreender é uma jornada de altos e baixos e que a resiliência deve fazer parte do seu dia a dia. É interessante que as empreendedoras aprendam com os erros, orgulhe-se das vitórias e confie no seu potencial.

Comentarios

Comentarios

Copyright © 2015 WEspanha. Todos os direitos reservados