Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

Scroll to top

Top

Número de novas empresas cresce 3,8%,

Número de novas empresas cresce 3,8%,
14:00 pm ,27 de julho de 2016

O número de novas empresas cresceu 3,8% no 1º semestre de 2016 em relação ao mesmo período do ano anterior, segundo levantamento da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), com abrangência nacional. Em relação ao 1º trimestre de 2016, houve leve queda de 1,9%.

unnamed

Forma jurídica
Na análise por classificação de forma jurídica, as MEIs (Microempreendedor Individual) continuam com papel de destaque, como mostra o gráfico 1. Na variação interanual (1º semestre de 2016 ante 1º semestre de 2015), as MEIs aumentaram 9,7%. Na mesma base de comparação, as MEs (Microempresas) e as demais formas jurídicas recuaram 9,0% e 12,7%, respectivamente.

Esse resultado refletiu diretamente na composição da abertura de empresas. Conforme gráfico 2, as MEIs aumentaram 4,0 pontos percentuais de sua participação, totalizando 75,0% das novas empresas.

unnamed

Setores
Quando analisada a composição das novas empresas por setores, o levantamento da Boa Vista SCPC observou que o setor de Serviços registrou ganho de representatividade. No 1º semestre de 2015, este setor correspondia a 54,3%, agora este percentual atingiu 56,4%.

Como Indústria e Rural praticamente permaneceram estáveis, o Comércio foi quem perdeu espaço, ao passar de 35,1% para 32,9% do total.

unnamed

Regiões
O Sudeste e o Sul foram as regiões responsáveis pelo crescimento das empresas. Na variação do semestre em comparação ao mesmo período do ano anterior, registraram 6,0% e 4,5% respectivamente, conforme gráfico 4. Em seguida, tivemos o Nordeste (1,9%), o Norte (0,2%) e o Centro-Oeste (-3,4%).

Com isso, principalmente o Sudeste, apresentou um ganho de representatividade, como apresentado no gráfico 5. Sul passou de 16,6% para 16,7% e o Sudeste aumentou de 50,7% para 51,8%.

Quando observada a variação trimestral (2º trimestre contra 1º trimestre deste ano), todas as regiões recuaram, sendo que o Nordeste foi a região com maior queda (-3,0%).

unnamed

unnamed

Metodologia

O levantamento foi realizado pela Boa Vista SCPC a partir das novas empresas registradas na Receita Federal, considerando todo o território nacional.

Comentarios

Comentarios

Copyright © 2015 WEspanhaTodos os direitos reservados