Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

Scroll to top

Top

Número de novas empresas criadas em 2016 bate recorde

Número de novas empresas criadas em 2016 bate recorde
14:00 pm ,1 de agosto de 2016

Entre janeiro e maio de 2016 o país contabilizou a criação de 851.083 novas empresas. Trata-se de um recorde para o período, desde a criação do Indicador Serasa Experian de Nascimento de Empresas, em 2010. O número é 3,5% superior ao registrado nos cinco primeiros meses de 2015, quando o indicador apurou 822.519 nascimentos. Em maio/2016 o indicador detectou a criação de 176.108 novas empresas, aumento de 1,2% em relação ao mesmo mês do ano passado.

De acordo com os economistas da Serasa Experian, o aumento de novas empresas nos primeiros cinco meses do ano foi puxado exclusivamente pelo surgimento de novos microempreendedores individuais (MEIs). Este movimento tem sido determinado, principalmente, pela perda de postos formais no mercado de trabalho (aumento do desemprego no país) por causa da recessão econômica, impulsionando trabalhadores desempregados a buscarem, de forma autônoma e formalizados, alternativas econômicas para a geração de renda.

unnamed(2)

Nascimento de Empresas por natureza jurídica

Nos primeiros cinco meses de 2016 o número de Microempreendedores Individuais (MEIs) totalizou 683.779, crescimento de 9,9% sobre o mesmo período de 2015, quando 622.397 novos MEIs surgiram. Observa-se, inclusive, um aumento crescente dos MEIs entre todas as naturezas jurídicas apuradas no decorrer dos anos. No mês de maio de 2016 o número de MEIs totalizou 143.007, alta de 7,8% sobre maio de 2015, quando 132.661 novos MEIs surgiram.

unnamed(3)

Os MEIs foram a única natureza jurídica a apresentar crescimento entre janeiro e maio (9,9%), enquanto outras tiveram decréscimo. O número de nascimentos em Empresas Individuais apresentou queda de 29,3% no período, com 53.096 companhias nascidas, contra 75.119 no mesmo período do ano anterior. As Sociedades Limitadas também registraram diminuição nos nascimentos de um período para o outro na comparação interanual, de 82.665 para 69.862, queda de 15,5%. O nascimento de empresas de outras naturezas teve alta de 4,7%, totalizando 44.345 novas companhias.

Nascimento de Empresas por Setor
O setor de serviços continuou sendo o mais procurado pelos empreendedores nos primeiros cinco meses de 2016, com a abertura de 585.829 novas empresas no segmento, o equivalente a 63,0% do total de nascimentos. Em seguida, 242.413 empresas comerciais (28,5% do total) surgiram nos cinco primeiros meses do ano e, no setor industrial, foram abertas 70.661 empresas (8,3% do total).

unnamed(4)

O indicador revela um crescimento constante na participação das empresas de serviços no total de negócios que surgiram no país nos últimos seis anos, passando de 52,5% (maio de 2010) para 62,9% (maio de 2016). Por outro lado, a participação do setor comercial tem recuado gradativamente: de 35,6%, em maio de 2010, para 28,6%, em maio deste ano. Já a participação das novas empresas industriais se mantém estável.

Nascimento de Empresas por Região
O Sudeste foi a primeira região em número de novos negócios nos cinco meses de 2016, com 430.800 empresas, ou 50,6% do total. A Região Nordeste ocupou o segundo lugar, com 16,8% (142.964 empresas) e a Região Sul ficou em terceiro lugar, com 16,4% de participação e 139.867 novas companhias. O Centro-Oeste registrou a abertura de 74.439 empresas ou 8,7% de participação, seguido pela Região Norte, com 41.955 novos empreendimentos ou 4,9% do total de negócios inaugurados no período.

De acordo com o indicador, as regiões Sudeste e Sul puxaram a alta de nascimentos de empresas no país entre janeiro e maio deste ano, enquanto as demais regiões apresentaram queda no número de novos empreendimentos. A maior alta no período, em comparação com os quatro primeiros meses de 2015, foi registrada no Sudeste (4,1%), seguida pelo Sul (2,3%). Enquanto isso, a Região Centro Oeste apresentou queda de 4,9%, a Região Nordeste de 4,8% e a Região Norte de 3,2%.

unnamed(5)

Nascimento de Empresas por Estados
O Amapá foi o estado que registrou a maior elevação no período: 29,4%. Foram 2.059 novas empresas nos cinco primeiros meses de 2016 contra 1.591 entre janeiro e maio de 2015. Santa Catarina ficou em segundo lugar entre os estados que mais viram o número de novos empreendimentos crescerem, com 9,7% de variação positiva (36.845 novas empresas contra 33.593 no período anterior). Em terceiro, Rio de Janeiro, com 9,1% de elevação (88.625, nos primeiros cinco meses de 2016, e 81.248 entre janeiro e maio de 2015).

Já em termos de quantidade de nascimentos, nos primeiros cinco meses do ano, São Paulo ficou em primeiro lugar, com 238.837 novas empresas. Minas Gerais em segundo, no período, com 94.499 nascimentos. Na terceira posição, o Rio de Janeiro, com seus 88.625 novos negócios. Paraná (54.909) e Rio Grande do Sul (51.715) ocuparam a quarta e a quinta posição, respectivamente.

Metodologia do estudo sobre Nascimento de Empresas

Para o levantamento do Nascimento de Empresas foi considerada a quantidade mensal de novas empresas registradas nas juntas comerciais de todas as Unidades Federativas do Brasil bem como a apuração mensal dos CNPJs consultados pela primeira vez à base de dados da Serasa Experian.

Comentarios

Comentarios

Copyright © 2015 WEspanhaTodos os direitos reservados