Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

O que é preciso para atingir uma grande quantidade de pessoas com poucas ações?

O que é preciso para atingir uma grande quantidade de pessoas com poucas ações?
11:22 am ,1 de agosto de 2019

Acredita-se que a primeira fase do marketing no Brasil ocorreu na década de 1950, ao mesmo tempo em que Lúcio Costa — famoso arquiteto, urbanista e professor brasileiro —, junto com Oscar Niemeyer, projetou Brasília. De lá para cá, o marketing passou por outros estágios: o segundo, em 1960, o terceiro, nos anos 1970, o quarto, nos anos 1980, e o quinto nos anos 1990 e início do século XXI. Mas, onde o marketing e Lúcio Costa se encontram?

Para começar, na década de 1960 o marketing sobreviveu ao Regime Militar. Em 1970, expandiu suas fronteiras — com a explosão de crescimento do País — e, em 1980, continuou firme mesmo em meio à inflação. Segundo dados da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) nesta década a inflação média no Brasil foi de 233,5% ao ano. Na década seguinte, esta variação anual atingiria o ápice de 499,2%.

Em 1990, com a implementação de uma nova moeda, o Real, o marketing também retomou o seu crescimento, atravessando a fronteira para o marketing no século XXI. Agora, com a globalização derivada do advento da tecnologia e da Revolução Digital, o marketing segue se reinventando.

Paralelo a isso, a Brasília idealizada por Lúcio Costa, já em 1957, seria um amplo campo de convergência para o marketing. Em sua gênese — isto é, em seu Plano Diretor —, Lúcio Costa já previa que as avenidas e quadras residenciais e comerciais da cidade planejada poderiam exibir “reclames”, tornando-se assim como o Piccadilly Circus, a famosa praça de Londres, onde se cruzam as ruas Regent’s Street, Shaftesbury Avenue, Piccadilly e Haymarket. Ainda naqueles dias, o arquiteto vislumbrou nos edifícios de Brasília o potencial para o marketing vivenciado na Times Square, em Nova Iorque, EUA, e na Champs-Élysées, em Paris, na França.

Na opinião de Felipe, Diretor Comercial da Led Wave, Brasília — como patrimônio tombado pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura, a UNESCO, e pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, o IPHAN — deve conservar as características sonhadas pelo arquiteto Lúcio Costa. “Lá atrás, Lúcio Costa já utilizou um termo amplo, como “luminoso”, prevendo que este poderia evoluir para grandes painéis tecnológicos. Por isso, devemos seguir a concepção original de Lúcio Costa, tendo como inspiração o marketing feito nas grandes capitais do mundo”, assegura.

Ainda segundo Felipe, “na falta dos painéis luminosos de reclame, estaria faltando algo previsto pelo arquiteto Lúcio Costa, o que poderia fazer com que Brasília perdesse o honroso título de patrimônio tombado pela UNESCO”, pondera.

“É extraordinário constatar que Lúcio Costa, lá atrás, já previa que aquele seria o grande ponto de convergência urbana na capital do País, onde prefeitos, vereadores, deputados, senadores, governadores e o presidente da República poderiam ser impactados por reclames”, observa Felipe.

E não só de políticos é feita a capital federal. Segundo pesquisa realizada pelo site Kayak, Brasília ocupou o primeiro lugar no ranking de destinos em alta para o mês de julho. Ainda de acordo com o estudo, houve um aumento de 225% nas buscas de viagens para a cidade em relação ao mesmo período do ano anterior.

Já a Secretaria Adjunta de Turismo da Secretaria do Esporte, Turismo e Lazer afirmou, recentemente, que mais de 95% dos turistas que passam por Brasília querem voltar ao Distrito Federal, e cerca de 60% já estiveram na cidade em outra ocasião.

O maior painel de reclame luminoso da América Latina

Localizado no centro de Brasília, o Boulevard.Live (painel de reclame luminoso), é uma das novas apostas de publicidade em conjunto com a inovação na área de comunicação e entretenimento, sob a responsabilidade da Led Wave. Comparado a Times Square, o Boulevard Live é a maior e mais moderna exibição de propaganda do País e da América do Sul.

Em Brasília, além de contribuir com a revitalização do centro da cidade, o painel é considerado uma das mídias offline mais eficazes atualmente, por atingir um enorme número de pessoas.

Assim, a tela está no lugar certo e na hora certa para divulgar as maiores e mais importantes marcas nacionais e internacionais, impactando uma grande quantidade de pessoas com poucas ações. Com 360 inserções ao dia e 10.800 inserções por mês, o Boulevard Live da Led Wave alcança a todos os targets (classes sociais A, B, C, D, idade e gênero).

Para mais informações sobre o painel, basta acessar: Boulevard.Live ou http://www.ledwave.com.br/

Comentarios

Comentarios

Copyright © 2015 WEspanha. Todos os direitos reservados