Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

Pequenos negócios se unem para competir como grandes

11:40 am ,5 de julho de 2013

Das 778 Centrais de Negócios operantes no Brasil, 89 são mineiras. Minas Gerais é o terceiro estado em número de Centrais, ficando atrás apenas para o Rio Grande do Sul e São Paulo. Para tornar as Centrais mais competitivas, o Sebrae Minas promove diversas palestras gerenciais durante o 6º Encontro Mineiro de Central de Negócios, realizado no dia 9 de julho, em BH.

As Centrais de Negócios são associações de empresários de micro e pequenas empresas e produtores rurais que se unem para competir no mercado com grandes empresas. Entre os benefícios dessa união está o maior poder de compra, negociação, acesso a tecnologia e crédito, ajudando pequenas empresas que, geralmente, têm pouco poder de barganha com os fornecedores, tanto em relação a preço como em relação a prazo de pagamento das mercadorias.

“Em média as centrais conseguem aumentar cerca de 20% as vendas e diminuir de 5 a 20% os gastos em compras de insumos e mercadorias”, explica a analista da Unidade de Acesso a Mercados do Sebrae-MG, Algeny Gomes Ferreira.

Das 89 centrais de negócios no estado, 34 são apoiadas pelo Sebrae Minas. Desde 2007, elas recebem orientações em cursos e consultorias para melhorar a gestão dos negócios. São centrais de café, supermercado, morango, mel, calcário, cerâmica vermelha, moda íntima, farmácias, flores, têxtil, laticínios, material de construção, banana, tomate e até de turismo como a central criada este ano por empresários do setor turístico da Serra do Ibitipoca, na Zona da Mata Mineira.

Entre os casos de sucesso de Centrais de Negócios em Minas Gerais, está a Rede do Campo, criada por empresários do comércio de insumo agropecuários do Sul e Centro-Oeste do estado. O grupo é formado por 20 empresários do setor que, juntos, possuem lojas e filiais em 30 cidades mineiras.

A união teve início há quatro anos, quando os empresários resolveram procurar o Sebrae Minas. Durante esses três anos de união algumas lojas tiveram um crescimento de até 30% nas vendas. Por ano, a Rede tem um faturamento que chega a R$145 milhões.

A experiência do grupo será apresentada durante o 5º Encontro Mineiro de Centrais de Negócios. A programação do evento também inclui palestras sobre gestão, associativismo, mercado, comercialização e atendimento.

6º Encontro Mineiro de Centrais de Negócios
9 de julho, das 14h às 19h
Auditório da Associação Médica de Minas Gerais
Av. João Pinheiro, 161 – Centro
Belo Horizonte/MG
Inscrições e informações: www.sebraemg.com.br

Centrais de Negócios em Minas Gerais

Comentarios

Comentarios

Copyright © 2015 WEspanha. Todos os direitos reservados