Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

Pontos extras: Como eles podem aumentar as suas vendas

Pontos extras: Como eles podem aumentar as suas vendas
11:00 am ,17 de julho de 2018

90% das informações que chegam até o nosso cérebro e interferem em nossas decisões de compra entrem por meio de algum estímulo sensorial. Somos atraídos por uma bela foto em um outdoor gigante, temos fome ao sentir o cheiro de comida do nosso prato preferido, ouvimos músicas agradáveis que nos remetem a bons momentos e sentimos conforto ao sentir a textura de nosso cobertor durante a noite fria.

Este dado deixa claro a importância de se trabalhar o visual merchandising de maneira eficiente, principalmente nos pontos de venda, destaca Heckel Pedreira, Diretor Presidente da Icatu Bahia, uma das maiores empresas de trade marketing do Brasil. As área nobres, como são conhecidas as pontas de gôndola, ilhas e checkstand, surgem como uma solução para se destacar, entretanto, é preciso muita criatividade e estudo para atingir os resultados esperados.

Elas chamam a atenção dos consumidores e estimulam a compra por impulso, entretanto, é preciso ter atenção e cuidado na hora da escolha e composição dos produtos que serão ali expostos. Produtos com alto giro e pouco valor agregado devem ser evitados, estes espaços são ótimos para gerar margem e volume de vendas, logo, é preciso aproveitá-los para elevar a lucratividade. Pedreira destaca ainda que cada tipo de ponto extra requer um tipo de produto.

As pontas de gôndola e as ilhas, umas das áreas de maior destaque nos pontos de vendas, são ótimas para expor produtos sazonais e complementares da marca, o perfil dos consumidores irá determinar a melhor composição, frisa Pedreira. É importante ofertar soluções completas ou combinações úteis aos consumidores, agrupando itens que atendam um mesmo momento de uso. Já o check stand, ou a frente de caixa, são responsáveis pelas compras por impulso e de última hora. Geralmente, estão cheias de produtos que ficam em pequenos displays e ao alcance de todos, principalmente, as crianças que são as que mais consomem os produtos de frente de caixa.

Mas tudo isso só será efetivo se houver coerência de exposição, período da ação condizente com os produtos ali expostos e coeso com a região, finaliza Pedreira.

Comentarios

Comentarios

Copyright © 2015 WEspanha. Todos os direitos reservados