Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

Professora de Varginha recebe prêmio nacional

Professora de Varginha recebe prêmio nacional
16:52 pm ,3 de dezembro de 2018

A professora Cristiane Juvêncio da Silva está entre os vencedores do Prêmio Nacional Professores do Brasil, concedido pelo Ministério da Educação (MEC). O resultado foi anunciado na última quinta-feira, 29, no Rio de Janeiro, e Cristiane recebeu o prêmio do Ministro da Educação substituto, Henrique Sartori, com o trabalho reconhecido na categoria “Educação Empreendedora”.

Cristiane é professora da Escola Municipal Cláudio Figueiredo Nogueira, localizada na zona rural de Varginha. O trabalho premiado foi desenvolvido com alunos do 5º ano do Ensino Fundamental, que criaram a ONG “Escola em ação”. A ideia surgiu depois da leitura de um livro, que resultou em um debate em sala de aula sobre formas de se fazer a diferença e mudar a vida de pessoas em vulnerabilidade social.

A professora procurou o Sebrae Minas, em Varginha, e buscou informações sobre como poderia criar e organizar uma ONG e, a partir disso, orientou os adolescentes no desenvolvimento do projeto. Os estudantes decidiram ajudar instituições filantrópicas Vida Viva, Levanta-te e Anda e o Lar São Vicente de Paula. Cristiane conta que os alunos tomaram gosto e a frente das ações: “Eles se organizavam, faziam reuniões para decidir o que iriam produzir, comercializar e a margem de lucro. Tudo era registrado em ata e em livro caixa pelos próprios alunos, eu apenas acompanhava.” Após sete meses de trabalho, os estudantes conseguiram arrecadar R$ 800 e mais de 300 quilos de alimentos, que foram distribuídos nas entidades.

“É um orgulho muito grande saber que uma professora da nossa cidade participou e ganhou um prêmio como este. E ao mesmo tempo é uma satisfação ver que o nosso trabalho contribuiu para este resultado”, afirma Vânia Flores, diretora do departamento de ensino da Secretaria Municipal de Educação de Varginha.

“É muito significativo ter uma professora da rede municipal de ensino ganhando um prêmio de destaque como este, na temática de empreendedorismo. Isso mostra que estamos no caminho certo para implementar uma cultura empreendedora nas escolas, promovendo uma transformação significativa em nossa cidade e região por meio da educação”, comenta Arrison Tavares, analista do Sebrae Minas.

Mais de um prêmio
No ano passado, o mesmo projeto venceu o Prêmio Marina Prado de Castro, concurso da rede municipal de ensino de Varginha, que há 5 anos avalia práticas pedagógicas inovadoras e que tiveram êxito dentro de sala de aula. “É o reconhecimento pra ela e para toda a equipe, fruto de uma formação que vem sendo criada há algum tempo na rede municipal”, comenta Rosana Aparecida Carvalho, secretária municipal de Educação.”

Escola empreendedora
A ONG “Escola em ação” é um dos projetos da Escola Municipal Cláudio Figueiredo Nogueira e reflexo do Programa Educação Empreendedora, promovido pelo Sebrae Minas. A iniciativa capacita os educadores para disseminar a cultura empreendedora em sala de aula, estimulando os jovens a pensar e agir de modo empreendedor.

Os resultados foram surpreendentes para uma escola considerada pequena, com 140 alunos. Além de projetos inovadores, a motivação dos estudantes influenciou o aprendizado: no último Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB), divulgado no ano passado. A escola atingiu 6.8 pontos, nota superior à média da cidade (6.6) e do estado (6.3). Segundo a Secretaria Municipal de Educação, a Escola Municipal Cláudio Figueiredo Nogueira também ficou na quinta colocação no ranking das melhores notas de escolas públicas de Varginha. Um resultado acima do esperado para uma escola rural, que nunca tinha participado do exame.

O Programa Educação Empreendedora é desenvolvido pelo Sebrae Minas desde 2017. No Sul de Minas, em 2018, mais de 32 mil alunos participaram das atividades, com 800 professores capacitados em 35 municípios da região. Para o gerente da Regional Sul do Sebrae Minas, Rodrigo Ribeiro Pereira, a premiação da professora Cristiane e os demais resultados evidenciados na Escola Municipal Cláudio Figueiredo são estímulos ao trabalho desenvolvido. “A maioria dos jovens não é educada para o empreendedorismo. É nosso grande objetivo despertar os jovens para isso e contribuir para o desenvolvimento de competências múltiplas, como atuação em equipe e capacidade de adaptação e de promover transformações”, afirma.

Comentarios

Comentarios

Copyright © 2015 WEspanha. Todos os direitos reservados