Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

Scroll to top

Top

Realização pessoal ou salário maior: qual a sua necessidade?

Realização pessoal ou salário maior: qual a sua necessidade?
17:00 pm ,29 de abril de 2016

Hoje, uma grande parcela dos brasileiros busca mais satisfação e qualidade de vida no trabalho. No entanto, para outra parte o ganho ainda é mandatório na hora de aceitar uma proposta. Encontrar o equilíbrio entre a vida pessoal e a profissional se tornou uma discussão constante nas conversas de trabalhadores de níveis e setores diversos. Afinal, devemos utilizar o nosso precioso tempo para acumular mais dinheiro ou viver uma vida melhor?

A resposta depende do que cada pessoa deseja em particular e do momento pelo qual está passando em sua carreira. Quem ainda está começando, sem dúvida alguma, deve ter como estratégia adquirir experiência profissional, com o intuito de ampliar os horizontes e aumentar o valor do seu currículo – e isso pode significar ter de abrir mão da qualidade de vida por algum tempo.

Com o passar dos anos, a rede de contatos do profissional começa a aumentar e as oportunidades melhoram também. Desta maneira, o tempo gasto no início deve ser considerado um tipo de investimento de longo prazo.

No entanto, nem todos estão preocupados com a questão. Uma pesquisa realizada na cidade de São Paulo com gestores empresariais demonstrou que sete em cada dez aceitariam uma oportunidade com melhor qualidade de vida apenas se estivesse acompanhada de remuneração e benefícios mais interessantes que os atuais.

Outro estudo, por sua vez, demonstrou que 43% dos profissionais negariam um aumento de salário de 10% se pudessem ter liberdade, como mais autonomia e menos horas no trânsito no trajeto de casa para o trabalho.

Definitivamente, a satisfação daqueles que trabalham mais perto de suas residências é maior. O trabalhador acaba tendo mais tempo para cuidar de assuntos pessoais e para ficar com a sua família. Para a empresa, o resultado é convertido em menos rotatividade, maior produtividade e, consequentemente, redução de custos.

Pesquisas feitas com dados da base cadastral da Emprego Ligado apontaram que o profissional paulistano pode economizar até vinte dias ao ano trabalhando perto de casa. Independentemente do momento pelo qual o profissional esteja passando em sua carreira, é preciso avaliar quando a qualidade de vida tem um peso maior do que a questão financeira.

Portanto, antes de tomar uma decisão converse com seus familiares; deixe bem claro qual é o seu objetivo: ganhar mais dinheiro, encontrar novos desafios profissionais, ir para uma cidade melhor; verifique qual será o impacto da mudança na sua carreira.  Um passo importante em direção à realização pessoal ou a carreira profissional deve ser bem estudado para que não se torne frustração no final.

Comentarios

Comentarios

Copyright © 2015 WEspanhaTodos os direitos reservados