Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

São Paulo e Minas Gerais lideram geração de emprego jovem

São Paulo e Minas Gerais lideram geração de emprego jovem
17:00 pm ,15 de agosto de 2017

De todos os estados brasileiros, o único em que o saldo de emprego formal foi negativo para os jovens no mês de junho foi o Distrito Federal, onde foram fechadas 14 vagas para trabalhadores com até 29 anos de idade. Em todos os demais, o resultado foi positivo, com destaque para São Paulo e Minas Gerais. Somados, esses dois estados criaram 31.399 postos para a juventude, o que corresponde à metade do saldo total de empregos formais no país naquele mês, que foi de 68.333. Se Rio de Janeiro e Espírito Santo forem incluídos nesse cálculo, o Sudeste terá empregado, sozinho, 36.134 jovens, a região que mais gerou oportunidade a trabalhadores com essas idades em junho.

“Ao fazermos essa análise regional do emprego jovem, ficamos otimistas porque percebemos que, mesmo naqueles estados onde o desempenho do emprego foi negativo, os jovens estão se destacando. É uma boa notícia para aqueles que estavam entre os que mais sofriam com o desemprego”, avalia o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira.

Embora normalmente os números de São Paulo sejam maiores, a juventude se destaca na geração de empregos dentro do próprio estado. O saldo total de vagas do mês de junho (que corresponde à diferença entre demissões e admissões) no estado foi positivo em 983 vagas, enquanto entre os jovens ficou em 21.002 vagas. O destaque foi para a faixa etária entre 18 e 24 anos.

Em Minas Gerais, o saldo geral de junho fechou com a criação de 15.445 novas vagas de emprego. Para os trabalhadores até 29 anos, foram 10.397 postos criados. No Rio de Janeiro e no Espírito Santo, o saldo total foi negativo, exceto para jovens, que apresentaram resultados positivos. Assim como em São Paulo, nesses três estados, o destaque foi para quem tinha entre 18 e 24 anos.

Fora do Sudeste, Goiás foi o estado que mais se destacou na geração de emprego para jovens, no Centro Oeste, em junho. Ficou em terceiro lugar no país na criação de vagas formais para trabalhadores com até 29 anos. O saldo para essa faixa etária ficou positivo em 4.260 postos. Mato Grosso foi o quinto estado, com 3.723 novas vagas.

Se analisados regionalmente os dados, no entanto, a região Nordeste obteve o segundo melhor desempenho no Brasil, com a criação de 12.749 postos para a juventude. O destaque ficou com Pernambuco, Bahia e Ceará. No Sul, foram 6.856 novas vagas e, no Norte, 3.385.

tabela mg e sp

Comentarios

Comentarios

Copyright © 2015 WEspanha. Todos os direitos reservados