Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

Segundo dados, população brasileira chega a consumir o dobro de sal que é recomendado

Segundo dados, população brasileira chega a consumir o dobro de sal que é recomendado
16:22 pm ,23 de janeiro de 2020

A população brasileira consome uma média de 9,34 gramas de sal todos os dias, o que significa praticamente o dobro da quantidade recomendada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que é de 5 gramas. Esse é apenas um dos dados coletados pelo estudo que visou analisar o sangue e a urina de 9 mil brasileiros.

De acordo com a Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), trata-se da primeira vez que um inquérito a nível nacional selecionou uma amostragem biológica com cidadãos de todo o país para realização de exames complementares, possibilitando que se traçasse, dessa forma, parâmetros nacionais para valores laboratoriais de referência.

Estudo mostra que o consumo exagerado de sal é mais frequente entre os jovens

Estudo realizado pela Fiocruz (pertencendo ao Ministério da Saúde), em parceria com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), o Hospital Sírio-Libanês e a UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais), concluiu que homens e jovens são os grupos que mais abusam do consumo de sal. Foi observado, também, que a utilização elevada é geral entre a população brasileira, ou seja, independe de faixa etária e dos níveis de escolaridade.

A pesquisa mostrou que apenas 2,4% das pessoas entrevistadas consomem sal dentro da quantidade limite estipulada pela OMS, ou seja, inferior a 5 gramas por dia. A maior parte dessa fatia é composta por mulheres e idosos.

Por outro lado, o grupo de pessoas que mais consome sal (acima de 12 gramas por dia) é composto, em sua maioria, por homens (15,7% do total de pesquisados). As mulheres representam 10,8% do total. Com relação à escolaridade, apenas 11,35%, de quem consome sal além da conta, possui maior nível de estudo, o que representa a menor proporção.

Pesquisadores visam alertar sobre os perigos do consumo de sal

Os pesquisadores visam, por meio de estudos e entrevistas, alertar sobre os exageros no consumo de sal e os perigos que isso representa, não apenas para grupos específicos (como portadores de doenças renais ou de hipertensão), mas também para a população em geral. O consumo exagerado de sal durante as refeições está associado ao desenvolvimento de doenças cardiovasculares e da hipertensão.

O problema no excesso de sódio é a tendência de reter água nos tecidos. Isso acaba desenvolvendo edemas, o que, consequentemente, aumenta a pressão arterial e, por sua vez, eleva a carga no coração. Nos EUA, um a cada três adultos já é portador de hipertensão arterial. Na população acima dos 65 anos de idade, a condição chega a afetar 70% das pessoas.

Importância da cardiologia no diagnóstico e tratamento de doenças

O consumo exagerado de sal não é percebido pela população, de forma que o alerta quanto aos problemas envolvidos no exagero da substância acaba ficando a cargo de profissionais especializados em cardiologia.

Nos consultórios de cardiologia, os pacientes aprendem que é preciso preparar as refeições com mais cuidado. Os principais apontamentos giram em torno de diminuir alimentos processados, embutidos, comida congelada, carnes vermelhas e industrializados em geral.

É fundamental realizar consultas recorrentes em hospitais que são referências em cardiologia para acompanhar o nível de sal no sangue por meio de exames laboratoriais.

Comentarios

Comentarios

Copyright © 2015 WEspanha. Todos os direitos reservados