Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

Serviço de voz pela internet economiza em até 70% das ligações

Serviço de voz pela internet economiza em até 70% das ligações
14:00 pm ,8 de setembro de 2017

Para que uma empresa se destaque no cenário atual, precisa de duas ações fundamentais: otimizar e inovar. Quanto mais inovação oferece e quanto mais otimiza os gastos, mais sucesso a empresa consegue alcançar. Um grande aliado nesse cenário é, sem dúvida alguma, o VOIP. Os usuários dessa nova maneira de se comunicar estão a um passo à frente, na busca do desenvolvimento de suas empresas.

De acordo com o diretor executivo da Nvoip, Leandro Campos, o VOIP é um serviço de voz sobre internet, em outras palavras, é usar a internet para fazer ligações. Apesar de ter o mesmo fim que a telefonia tradicional, o VOIP apresenta inúmeras diferenças em relação a ela, tanto no que se refere à estrutura quanto no que se refere ao funcionamento. São diversas as vantagens na utilização do VOIP, uma delas é a centralização dos custos, pois as pessoas conseguem ter números de várias cidades e atender em uma única central telefônica IP ou Pabx Cloud, evitando necessidade de contratos de telefonia em cada cidade em que o cliente atua, afirma o empresário. “As tarifas de ligações nacionais e internacionais chegam a ser até 70% mais baratas que tarifas de telefonia convencional. Além disso, também é possível interligar várias filiais no Brasil e exterior a custo zero de ligação”, destaca ele.

O sistema VOIP é baseado em originar e receber chamadas. Mas, vai muito além disso. Com esse sistema é possível, de forma simples e custo menor, controlar todas as atividades de telefonia, como por exemplo: gravar as ligações de entrada e saída, ter uma caixa postal separada para cada ramal que envia o áudio para o seu e-mail do colaborador, ter uma URA -Unidade de Resposta Audível (atendimento automático), que reconhece de onde o cliente está ligando – cidade, estado, país ou até mesmo o telefone do cliente – direcionando-o para o atendimento correto. Um exemplo bem comum são empresas multinacionais que precisam atender clientes de diversos países. Com o sistema tradicional de telefonia, é possível apenas salvar uma mensagem para a pessoa selecionar em qual idioma deseja o atendimento (Digite 1 para português, 2 para inglês, 3 para espanhol, etc.). Já com o VOIP, é possível identificar o país de origem da ligação e, automaticamente, direcionar a pessoa para o atendimento no idioma próprio.

Cabe ressaltar que, assim como qualquer outro serviço da internet, o VOIP é nômade, isto é, é capaz de acompanhar o usuário onde quer que ele esteja, desde que haja uma conexão de internet estável. Isso quer dizer, que, assinando o serviço de uma operadora VOIP você seria capaz de fazer e receber ligações de qualquer lugar do mundo, onde tenha internet disponível. Mas, e se a internet parar de funcionar? “O sistema é inteligente e identifica a queda do link de internet, direcionando as ligações para outro telefone”, explica Leandro Campos.

Apesar dos PABXs estarem presentes nas empresas desde a década de 80, foi com o surgimento e popularização do VOIP que eles sofreram grandes mudanças em suas arquiteturas, passando a existir PABX IP e PABX Virtuais, também conhecidos como PABX Cloud. Hoje em dia, é normal que empresas optem por este tipo de serviço, já que seu custo é relativamente baixo e suas vantagens são imensas. Como o PABX Cloud pode ser acessado de qualquer local com internet, é possível estar sempre online, minimizando tempo, economizando com ligações do telefone móvel e agilizando serviços. Além disso, ele também oferece integração com sistemas de CRM, ERP e e-mail, que pode ser acessado e gerenciado facilmente, trazendo ainda mais agilidade nos processos de comunicação.

É válido testar várias operadoras VOIP antes de fechar um contrato. Apesar de na maioria não existir multas contratuais, é necessário ficar atento a qualidade das ligações. Inúmeras operadoras, para maximizar os lucros, atuam com ligações através de chipeiras, que são aparelhos que efetuam ligações através de chips de telefonia móvel. Além de uma qualidade inferior, ligando para alguém através de Chipeiras, não é possível aparecer o seu número para o cliente, pois cada vez que efetua uma ligação, um novo chip é usado, mudando, portanto, o número. Muitas empresas de recuperação de crédito optam por chipeiras devido ao custo baixo, mas em torno de 40% das ligações não são atendidas, diminuindo a produtividade da empresa. “Caso você precise de qualidade, opte por operadoras VOIP que utilizem tarifas com Rota CLI – Caller Line Identify, que são as rotas de maior qualidade, além de permitirem informar o número de quem está ligando. Caso sua opção seja apenas preços, você pode optar pelas rotas GSM, que são as rotas que usam chipeiras, mas que a qualidade é ligeiramente inferior, além de mudar o número de quem está ligando a cada ligação. Faça sempre as contas e analise os resultados usando os dois tipos de rotas, pois o barato pode sair caro”, aconselha o empresário.

As empresas que ainda não aderiram às facilidades do VOIP podem testar o serviço, antes de optar por ele. Segundo o Diretor Executivo da Nvoip, a maioria das empresas de telefonia VOIP não fideliza o cliente com contratos longos. O sistema, na maioria dos casos, é 100% pré-pago e caso o cliente não deseje mais os serviços, é só pedir o cancelamento, sem multas, nem surpresas. Além disso, algumas operadoras ainda fornecem o número de telefone, número DID, que pode ser portado para qualquer operadora em caso de rescisão contratual.

Comentarios

Comentarios

Copyright © 2015 WEspanha. Todos os direitos reservados