Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

Setor de E-commerce tem expectativa de 20% de crescimento em 2018

Setor de E-commerce tem expectativa de 20% de crescimento em 2018
11:00 am ,4 de outubro de 2018

A previsão de abertura de lojas físicas no Brasil foi alterada drasticamente pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) devido à demorada recuperação econômica do país. De acordo com a CNC, a estimativa inicial, que era de 20,7 mil novas lojas, teve que ser reajustada para apenas 5,2 mil inaugurações mediante o cenário atual.

Concomitante a essa informação, a solução encontrada por lojistas é investir em lojas virtuais. No último ano, o crescimento do e-commerce foi de 12%, além disso, espera-se que haja um crescimento de mais de 20% para o setor até o final de 2018. Em parâmetros financeiros, isso significa que o montante de vendas deve somar mais que R$ 77,5 bilhões este ano.

Grandes marcas investem em e-commerce para auxiliar as lojas físicas

A dificuldade enfrentada pelo varejo físico não se restringe, apenas, aos novos empreendimentos e pessoas que desejam abrir um negócio. Grandes lojas também perceberam que o e-commerce é uma forma de compensar o mal momento e manter o investimento viável.

A cada dia, cresce o intuito de manter as lojas físicas como um meio de exposição, em que o cliente pode conhecer e interagir com os produtos, para depois finalizar a compra por meio de uma loja virtual. Visto isso, e mediante a atual conjuntura da economia, ter um negócio exclusivamente online tornou-se uma ideia interessante e possível. Por outro lado, abrir um empreendimento físico que não conte com presença na esfera digital está cada vez mais fora de cogitação.

Razões que levaram ao crescimento do e-commerce

Investir em um negócio pela internet é a alternativa encontrada pelos empresários mediante o momento de lenta recuperação da economia do país. Nesse quesito, é fundamental que os empreendedores tenham em mente que não basta apenas abrir um e-commerce, é preciso também ter todo um planejamento, com consultoria de marketing digital, para que sua loja online seja acessada por seu público-alvo e gere vendas.

Outro ponto que levou ao crescimento do setor é o fato de que vendas online são muito menos burocráticas e os gastos envolvidos são substancialmente inferiores. Sendo assim, a margem de lucro torna-se maior. Mais uma vantagem do e-commerce em relação à loja física é o público-alvo. Vender pela internet possibilita alcançar clientes de todos os lugares do país, enquanto que um varejo físico implica depender apenas de pessoas que moram ou frequentam uma região específica.

Se, por um lado, as vendas online são mais baratas para o empresário, por outro, a abertura de um comércio físico envolve altos custos, o que foi crucial para que apenas 2,2 mil empreendimentos físicos abrissem as portas no primeiro semestre de 2018. Tais custos, os gastos com funcionários, os tributos e o gasto para a manutenção do imóvel são as principais razões que impedem os empresários que desejam ter um ponto comercial.

Realize Consultoria em Marketing Digital e saiba como investir em e-commerce

Para saber como investir nas plataformas digitais de forma correta e evitar desperdícios em investimentos equivocados, é fundamental que o empreendedor procure uma consultoria de marketing digital e receba orientações corretas para maximizar seus resultados com e-commerce.

A Consultoria Digital é uma agência de Marketing Digital que se disponibiliza a auxiliar seus clientes para que o ambiente digital não se torne um empecilho para o seu crescimento, e, sim, uma ferramenta de lucro. Navegue pelo site para obter maiores informações.

Comentarios

Comentarios

Copyright © 2015 WEspanha. Todos os direitos reservados