Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

Sua lingerie pode causar sérios problemas de saúde

Sua lingerie pode causar sérios problemas de saúde
16:00 pm ,28 de novembro de 2017

por Andrea Fraguas

Lendo um artigo sobre lingerie, fiquei surpresa com os sérios problemas de saúde que uma peça mal escolhida pode trazer à mulher, desenvolvendo doenças do trato genito-urinário, além de outros problemas.

Na verdade, a lingerie ultrapassa a utilidade de uma peça que habita as gavetas de nossos closets, ela transcende à área da fantasia. Quem não curte uma lingerie rendada e sensual? Tanto mulheres gostam de apreciar seus corpos “embalados” em belas peças sensuais, assim como os homens fantasiam seus pares em lingeries pra lá de sexy nas cores vermelha ou preta (geralmente) e odiando o tom bege nude.

Mas vamos ao que interessa, veja se por um acaso você pode estar cometendo algum desses erros.

1-Calcinhas muito apertadas podem desenvolver pelos encravados e infecções por fungos. A pele da virilha é muito delicada e fina, a lingerie com elástico muito apertado cria atrito entre a pele e a calcinha, desenvolvendo os pelos encravados. A falta de ventilação devido ao aperto da calcinha, junto com a umidade natural da vagina e até mesmo suor, criam um ótimo ambiente para o desenvolvimento de fungos, e consequentemente, infecções vaginais.

2-Fio dental pode levar E. coli para os órgãos sexuais. Como este tipo de calcinha, literalmente entra na região do ânus, e por melhor que seja a higiene, a Escherichia coli, que é uma bactéria encontrada nas fezes, pode contaminar a vagina, caso o fio dental não esteja ajustado. No que ele possa movimentar para frente e para trás a contaminação acaba acontecendo

3-Use tecidos que “respirem”- Essa dica é antiga, né? Já nos ensinava nossas avós.Tecidos de fibras naturais, como o algodão, são mais macios, não irritam a pele como o poliéster e as rendas, além de que eles “respiram”, ou seja, há troca de oxigênio, diminuindo o risco de fungos. Se você quer usar aquela lingerie de renda super sexy, que seja para ser despida o mais rápido possível.

4- Cuidado com o shapewear- Está certo que uma cinta aqui, uma combinação de corpo inteiro bem justinha pode deixar nosso “corpitcho” show de bola, mas também sérios problemas. Como colocar e tirar peças muito apertadas dá trabalho, as usuárias das mesmas tendem a segurar a urina e com isso infecções e incontinência urinárias podem ser desenvolvidas. Fora isso, elas também podem sufocar a digestão dos alimentos criando gases e inchaço do abdômen, principalmente se elas forem cintas altas. Elas dificultam a circulação sanguínea, comprimem os intestinos causando esofagites e refluxo.

5-Lingerie úmida causa vaginite- Essa também não é novidade, por isso que nossas mães diziam:- troca o biquini logo, menina. É bom lembrar que essa dica serve também para a roupa fitness que usamos para nos exercitar fisicamente.

6-À noite, dê folga para a calcinha- Isso mesmo é recomendado dormir sem calcinha para que a vagina possa literalmente respirar.

7-Use sabão neutro e sem perfume para higienizar sua lingerie- Principalmente para as peles mais sensíveis os detergentes cuja a química e o perfume são fortes podem trazer reações alérgicas das mais graves às mais brandas, por isso o antigo e bom sabão de côco pode ser uma boa opção
Tive vontade de compartilhar essas dicas com vocês, mesmo que algumas sejam nossas velhas conhecidas, porque acredito que são excelentes para que possamos instruir nossas clientes e a nós mesmas sobre os riscos que corremos com a escolha errada da nossa lingerie.
Espero que gostem e que compartilhem com o maior número de mulheres para que elas possam manter-se saudáveis.

Comentarios

Comentarios

Copyright © 2015 WEspanha. Todos os direitos reservados