Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

Test drive em carro usado?

Test drive em carro usado?
14:04 pm ,27 de fevereiro de 2019

Quem vai comprar um carro novo já segue um roteiro estabelecido: pesquisa na Internet, visita à concessionária e, finalmente, o tão esperado test drive para saber se o veículo roda do jeito que se imagina. Já aqueles que investem em seminovos e usados normalmente não encontram essa vantagem de sentir o automóvel antes de comprá-lo. Essa visão, porém, é um erro. O test drive é essencial para todos os carros e é uma importante ferramenta para aumentar a venda e estreitar o relacionamento com os consumidores.

A venda de veículos usados ficou praticamente estável em 2018, de acordo com levantamento da Fenauto (Federação Nacional das Associações dos Revendedores de Veículos Automotores). No total, o crescimento foi de 0,4%, com mais de 14,2 milhões de unidades vendidas. Entretanto, os veículos mais “maduros” estão em alta. Os “usados jovens”, com 4 a 8 anos de uso, e os “usados maduros”, de 9 a 12 anos de idade, tiveram crescimento de 27% e 46,5%, respectivamente.

Ainda que a venda desses carros seja uma modalidade popular no país e tenham vários recursos que asseguram a qualidade, como inspeções, análises de mecânicos e quilometragem, esse tipo de comércio ainda deixa muitos compradores com dúvidas em relação à procedência dos automóveis. Entretanto, o receio termina quando o interessado tem a possibilidade de conduzir o automóvel, pois ele vai sentir o desempenho de todos os elementos, como motor, câmbio e demais peças.

Dessa forma, é imprescindível que o veículo esteja em perfeitas condições para evitar comentários negativos do usuário ou até mesmo o cancelamento da compra. Uma revisão no motor para atestar o estado das velas, bicos injetores, bomba, etc., é fundamental. Não esqueça de olhar a qualidade dos pneus, o sistema de câmbio, os freios e a parte elétrica. Assim, durante o test drive, você pode estreitar o relacionamento, tirando dúvidas e falando das vantagens do carro, ao invés de responder apenas sobre a situação das peças.

Entretanto, para que este serviço tenha o efeito desejado e, principalmente, traga segurança aos compradores e vendedores, é necessário tomar alguns cuidados para evitar prejuízos. O ideal é o cliente assinar um termo de compromisso, emitindo dados pessoais, incluindo RG, CPF e CNH. Isso porque a pessoa pode receber uma multa por excesso de velocidade ou até mesmo se envolver em uma colisão. Com esses dados, você poderá cobrar o prejuízo do motorista. Outra dica é observar se a pessoa tem crédito para fechar um financiamento ou fazer a compra à vista. Isso evita que você perca tempo com usuários que não querem efetivar a transação.

O ambiente digital transformou o modo como as pessoas compram e vendem automóveis, sejam eles novos ou usados. Hoje, a pessoa valoriza quem oferece experiência, informação e segurança na hora de fechar o negócio. Ao oferecer um test drive, a confiança sobre a qualidade do carro aumenta e a venda fica mais próxima de ser concretizada. Em um cenário de intensa competitividade, qualquer esforço é válido para aumentar a rentabilidade.

*A InstaCarro é uma startup de compra e vendas de carros instacarro@nbpress.com

Comentarios

Comentarios

Copyright © 2015 WEspanha. Todos os direitos reservados