Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

TOEFL e IELTS: as diferenças entre os testes de proficiência em inglês

TOEFL e IELTS: as diferenças entre os testes de proficiência em inglês
16:00 pm ,8 de março de 2018

O primeiro passo para quem almeja uma vaga de trabalho ou bolsa de estudos em países de língua inglesa é comprovar a capacidade de conversação e escrita no idioma. Para isso, diversas universidades e empresas norte americanas e europeias utilizam testes de proficiência para medir as habilidades de comunicação de candidatos estrangeiros, e é preciso estar atento a qual tipo de exame é exigido em casa instituição.

A administradora da central de aplicação de testes internacionais do Centro Europeu de Curitiba, uma das principais escolas de idiomas da América Latina, Norah Dietrich, explica que as duas categorias de exames de proficiência mais populares em língua inglesa são o TOEFL e o IELTS, requisitados tanto para estudos acadêmicos quanto para migração global. “Em geral, os dois testes têm objetivos muito parecidos, mas para quem pretende comprovar a proficiência em inglês, seja voltado ao estudo ou ao trabalho, é essencial entender a diferença entre eles”, afirma a especialista. “Além disso, cada teste tem módulos específicos para avaliar habilidades distintas”, complementa.

A diferença mais evidente entre os dois exames é que o IELTS é desenvolvido para o inglês britânico e o TOEFL para o inglês americano. Quanto a dinâmica de aplicação, Norah Dietrich explica algumas das particularidades de cada um. O International English Language Testing System (IELTS) é desenvolvido pelo IDP Austrália e Canadá, British Council e Cambridge Language Assessments e abrange as quatro habilidades de comunicação: listening (interpretação oral), reading (interpretação escrita), writing (redação) e speaking (conversação). “Ele possui duas modalidades: o Academic, ideal para quem nível de graduação ou pós-graduação, ou juntar-se a uma organização profissional em um país de língua inglesa; e o General Testing, para quem pretende treinar ou estudar em um nível abaixo de graduação, trabalhar, estagiar ou emigrar em um país de língua inglesa”, esclarece a especialista.

A prova do IELTS tem duração de 2 horas e 45 minutos e é estruturada em 4 etapas: listening, com 30 minutos + 10 minutos para transferência das respostas (sem uso de fones de ouvido); reading, com 60 minutos, sem tempo adicional para transferência das respostas; 60 minutos de writing; e de 11 a 15 minutos de speaking. Sendo que as sessões de listening, reading e writing do IELTS são feitas em um único dia, sem intervalos. Já o speaking pode ser feito uma semana antes ou uma semana depois das demais sessões.

No Test of English as a Foreign Language (TOEFL), são duas modalidades, com destaque para o IBT (Interned Based Test), que dura aproximadamente 4 horas e avalia o listening, reading, speaking e writing. “Por ser um teste bem completo, costuma ser bem aceito por universidades estrangeiras tanto para cursos de curta duração, quanto de longa duração. E é importante lembrar que mesmo sendo um exame online, como o próprio nome diz, o candidato precisa comparecer a um centro aplicador para realizá-lo”, destaca Norah Dietrich. A outra modalidade é o ITP (Institutional Testing Program), com prova é realizada em papel e que abrange apenas as sessões de listening e reading e uma pequena sessão de estrutura da língua, com questões de múltipla escolha. “Esse exame costuma ser aplicado por escolas de idiomas como exame de conclusão, mas também pode ser solicitado por universidades estrangeiras, mas somente para cursos de curta duração”, acrescenta a profissional.

Quem pode realizar o TOEFL e o IELTS?

Segundo Nora Dietrich, qualquer pessoa interessada em comprovar seu nível de proficiência em inglês pode realizar os testes. Os testes funcionam como um diagnóstico, pois fornecem resultados separados por habilidades que dão uma visão geral do nível do candidato naquele momento e são ideais para pesquisadores, candidatos a vagas em instituições de ensino (graduação, mestrado e doutorado), alunos de intercâmbio ou pessoas que desejam trabalhar fora. “O resultado pode introduzir mudanças significativas na trajetória do candidato e ser determinante para seu sucesso pessoal e profissional”, completa.

Em Curitiba, o Centro Europeu está habilitado para aplicar todos os testes indicados para língua inglesa, entre eles o TOEFL e o IELTS. A escola oferece, também, testes de proficiência internacionais em francês, espanhol, italiano e alemão. Mais informações no site www.centroeuropeu.com.br pelo email ielts@centroeuropeu.com.br ou pelo telefone (41) 3233-6669.

Comentarios

Comentarios

Copyright © 2015 WEspanha. Todos os direitos reservados