Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

Varejo tem papel fundamental na geração de empregos

Varejo tem papel fundamental na geração de empregos
16:00 pm ,30 de maio de 2018

O varejo tem sido um dos principais propulsores da geração de empregos no País, principalmente dentre os pequenos negócios. A afirmação foi feita pelo presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos, nesta sexta-feira (25), em Belo Horizonte, na palestra “O papel do varejo na retomada do crescimento”, realizada durante encontro de dirigentes associados à Federação de Câmara dos Diretores Lojistas de Minas Gerais.

Afif ressaltou que a importância do varejo começa pela relação entre o empresário e seus funcionários. “Os trabalhadores sabem da luta para manter seus empregos, e hoje todos estão preocupados com isso”, afirmou o presidente do Sebrae, observando que o setor varejista também é um dos motivadores de mudanças no País, pelo fato de estarem mais próximos da sociedade.

“O grande número de micro e pequenas empresas é varejista e estão em todo o Brasil, em todos os municípios”, afirmou Afif. “São eles que ouvem o povo, ouve suas angústias”, acrescentou. Em sua palestra aos dirigentes lojistas, ele fez um retrospecto da atuação do Sebrae em favor dos pequenos negócios, ressaltando que o setor hoje é responsável pela geração de mais de 11 milhões de empregos, em um momento em que médias e grandes empresas passam por processos de demissões.

Afif também destacou a aprovação do refinanciamento das dívidas fiscais das micro e pequenas empresas e, depois, da derrubada do veto presidencial ao projeto. “Tudo que conseguimos foi votado por unanimidade pelos parlamentares”, observou o presidente do Sebrae. “O Guilherme Afif tem sido nosso porta-voz em todos os momentos”, afirmou o presidente da Federação das Câmaras de Lojistas de Minas Gerais, Frank Sinatra. A instituição reúne 202 associadas.

Na capital mineira, Afif visitou o Mercado Central de Belo Horizonte, um dos maiores centros varejistas do Estado. Com 117 anos de existência, sendo 89 no mesmo local, o espaço abriga 389 empresas de pequeno porte, que empregam mais de 2,5 mil pessoas. Com comerciantes, o presidente do Sebrae comemorou a nova regulamentação do queijo, um dos principais produtos do mercado. “Antes o queijo artesanal tinha que ter regulamentação municipal, estadual e federal, mas agora, só com a norma aprovada pelo Senado, fica valendo só a norma do estado”, afirmou Guilherme Afif. “Finalmente o queijo agora é brasileiro”, comemorou o comerciante Guilherme Vieira, proprietário da Roça Capital, um dos principais estabelecimentos de queijo artesanal do Mercado Central.

Comenda

Na quinta-feira (24), Afif participou da solenidade de posse da nova diretoria da Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg), que será dirigida por Flávio Roscoe Nogueira, em substituição a Olavo Machado Júnior. No evento, o presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae, Robson Braga de Andrade, recebeu o Grande Colar do Mérito Industrial pelo trabalho realizado pela indústria mineira.

Na ocasião, Robson Andrade, que também é presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), fez um balanço dos avanços obtidos pelo setor. Entre eles, o refinanciamento das dívidas não só das grandes empresas, mas também dos pequenos negócios. A solenidade teve a presença do presidente Michel Temer e do governador Fernando Pimentel. Pelo Sebrae, além de Afif, esteve presente a diretora técnica da instituição, Heloisa Menezes.

Comentarios

Comentarios

Copyright © 2015 WEspanha. Todos os direitos reservados