Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

Varejo de material de construção cresce 6% em 2017

Varejo de material de construção cresce 6% em 2017
16:00 pm ,3 de janeiro de 2018

O varejo de material de construção encerrou o ano de 2017 com 6% de crescimento sobre 2016 e um faturamento de R$ 114,5 bilhões. Os dados são da Pesquisa Tracking mensal da Anamaco, que entrevistou 530 lojistas entre os dias 21 a 23 de dezembro.

Segundo o estudo, em dezembro o varejo de material de construção teve desempenho 1% superior a novembro – mesmo resultado apresentado na comparação sobre dezembro de 2016. “O ano de 2016 foi um dos piores da nossa série histórica. Por isso, o início de 2017 não foi exatamente como gostaríamos. Tivemos percalços durante os últimos 12 meses, mas conseguimos superar as dificuldades e encerrar o ano com um faturamento muito próximo do apresentado em 2015, que foi de R$ 115 bilhões ”, explica o presidente da Anamaco, Cláudio Conz. “Com os resultados dos últimos 12 meses, esperamos que 2018 seja um ano de retomada e estamos prevendo um crescimento de 8,5% sobre 2017, influenciados pela redução das taxas de juros, da inflação e pelo aumento do emprego”, completa.

Para 2018, a principal pauta da Anamaco será a aprovação da reforma tributária. “Nós acreditamos que a medida beneficiará e muito o nosso setor, que depende de assessoria contábil, jurídica e fiscal de inúmeros especialistas para conseguir se manter atualizado em relação às suas obrigações tributárias. O novo modelo deve dar mais fôlego e competitividade às empresas brasileiras, reduzindo a renúncia fiscal e diminuindo os contenciosos administrativos, além de acabar com a guerra fiscal entre os Estados, que possuem alíquotas diferenciadas de ICMS”, explica Conz.

O presidente da Anamaco também aponta outros fatores que devem influenciar positivamente o setor em 2018. “As mais de 64 milhões de moradias existentes no Brasil se deterioram pela ação da chuva e do tempo, gerando uma demanda natural por material de construção. Fora isso, o número de casamentos, de nascimentos e de divórcios impacta diretamente o setor de reformas, afinal quem casa quer casa, quem tem filho precisa adequar a casa e quem separa também precisa de casa para morar. O consumidor está mais confiante e os números mostram que há uma retomada de obras. Justamente por isso, estamos otimistas de que 2018 será um ano de crescimento e desenvolvimento para a nossa cadeia produtiva”, completa Conz.

Entre as categorias pesquisadas em dezembro, tintas apresentaram crescimento de 8% sobre novembro, assim como cimentos, que tiveram desempenho 2% superior no período. Revestimentos cerâmicos e telhas de fibrocimento, por sua vez, retraíram 4% e 3%, respectivamente.

O “Bustracking”, ferramenta que permite incluir perguntas carona na pesquisa realizada pelo sistema CATI (Computer Assisted Telephone Interviews) indicou que, em dezembro, aumentou de 35% para 43% o otimismo dos lojistas com relação às ações do Governo nos próximos 12 meses. Além disso, 37% dos lojistas pretendem realizar investimentos nos próximos 12 meses, e 12% pretendem aumentar seu quadro de funcionários em janeiro, que é um mês tradicionalmente mais fraco em vendas no setor.

A Pesquisa Tracking Anamaco tem o apoio da Anfacer, Abrafati e Instituto Crisotila Brasil.

unnamed (1)

Em Machado, você encontra as melhores opções para a reforma e construção, na loja Casa Nova associada da Rede Construai. A loja está localizada na Rua Joaquim Francisco Soares, 163 – Centro. Venha fazer uma visita!

Comentarios

Comentarios

Copyright © 2015 WEspanha. Todos os direitos reservados