Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

As datas festivas acabaram? Comece a empreender

As datas festivas acabaram? Comece a empreender
14:00 pm ,18 de fevereiro de 2016

Por Rafael Nascimento

Durante o feriado, tirei algumas horas pensando “Como será que o ano vai se comportar?”; “Quais os rumos que a economia irá tomar?”; “Em que devemos acreditar ou investir?”.

Para responder estas três perguntas, resolvi elucidar o cenário atual da economia brasileira, começando pelos problemas, a fim de diagnosticar o cenário macroeconômico, desenhando as oportunidades que qualquer situação difícil ou de crise traz consigo.

Diagnosticando do Problema

1 – Desindustrialização: Brasil passou as últimas duas décadas sofrendo fortemente com a queda do mercado industrial. Hoje, nossa indústria somada não chega a 10% do PIB do País. Reparem como isso é relevante. As economias mais fortes do mundo possuem uma indústria forte e moderna, aumentando a exportação e trazendo riquezas para seus países de origem. Mesmo países que investem em exportação de serviços, também possuem uma indústria com crescimento sólido, como é o caso da Índia, também pertencente aos BRICS como o Brasil.

2 – Predominância dos Serviços: Nosso mercado interno é em sua maioria o maior consumidor do segmento de serviços no País. Isso significa que somos completamente dependentes economicamente de nosso próprio mercado interno. Por um lado é bom, pois em momentos de fartura e crescimento, nossa economia gira sem depender de fatores externos. Por outro lado, não geramos novas riquezas para o país. Não há aumento real no equilíbrio de nossa balança comercial e acabamos por importar mais do que exportamos.

3 – Agronegócio em Destaque: Este mercado é atualmente o grande herói de nossa economia. Graças a ele o Brasil consegue manter as exportações em pleno vapor e nos ajuda como anfitrião no papel fundamental do equilíbrio de nossa balança comercial. Só não é perfeito pois a maioria do maquinário, fertilizantes agrícolas e agrotóxicos ainda são em sua maioria importados. Como são atrelados ao Dollar, o Câmbio atual não nos favorece na questão “Custo x Receita”.

Oportunidades para Empreendedores em 2016:

Analisado os dados, chegamos à um diagnóstico preciso sobre como fomentar negócios e assim ajudar nossa economia no retorno ao crescimento. Claro que tudo tem seu tempo, mas é importante começarmos aumentando a eficiência da indústria brasileira, com efeito, Dollar em alta pode favorecer pequenos empreendedores que desejam desbravar o mercado internacional, possuindo diversas boas oportunidades de crescimento. Vale lembrar que dependendo do mercado escolhido é necessário possuir licenças específicas para exportar principalmente nas zonas do Euro e EUA.

No segmento de serviços e startups de tecnologia, o retorno ao crescimento pode ser ainda mais rápido e preciso. As empresas de serviços que investirem em soluções globais, focando no mercado interno mas com atenção especial para o mercado externo, terão muito mais chances de aproveitar a alta do Dollar como ingrediente em seu crescimento. Soluções de tecnologia como: Aplicativos; Ferramentas; Games e Conteúdo “On-demand” possuem todos os elementos para prosperarem, representando o Brasil no mercado externo, ainda pouco explorado pelos empresários Brasileiros. Netflix, UBER, AirBnB são ótimos exemplos para inspiração.

*Rafael Nascimento é Especialista em Tecnologias Móveis, CEO da Aceleradora Inovation S.A, Head de Desenvolvimento e Sistemas no Grupo Computécnica Tecnologia.

Comentarios

Comentarios

Copyright © 2015 WEspanha. Todos os direitos reservados