Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

Como se comportar durante as comemorações de final de ano que ocorrem nas empresas

Como se comportar durante as comemorações de final de ano que ocorrem nas empresas
16:48 pm ,28 de novembro de 2019

Com o final de ano se aproximando, as celebrações nas empresas também chegam. Nessas festas é muito importante estar atento, seja como colaborador ou como gestor, e claro, manter um bom comportamento durante esses momentos.

Com isso em mente, o especialista em gestão de pessoas e diretor da Associação Brasileira de Treinamento e Desenvolvimento (ABTD), Alexandre Slivnik, oferece algumas dicas de maneiras para essas festas sem esquecer que o momento é de comemorações. “Esse é o momento de as pessoas serem de fato quem elas são e mostrar isso. Tem que se divertir e brincar também. Embora muitos líderes fiquem receosos com isso, é importante lembrar que essa é uma oportunidade de conhecer melhor a equipe”, conta.

A maioria das empresas tem o costume de permitir o consumo de bebidas alcoólicas e, segundo Slivnik, realmente não há motivos para vetar, ainda mais por ser uma época em que se celebram os resultados e as conquistas do ano. No entanto, é muito importante manter os bons modos para que a presença não se torne inconveniente.

O especialista reforça que é preciso ter bom senso em todas as situações. “Qualquer tipo de atitude que foge dessa norma, não necessariamente deve ser repreendida, mas se a conduta vai contra os valores da empresa, é essencial dar o feedback para esse colaborador. Se a situação se repetir além de duas vezes, pode ser que desligar esse colaborador seja uma opção, afinal, um desalinhamento de valores é péssimo para o resultados das empresas”, explica o Alexandre.

O colaborador pode sim se soltar, mas apenas até o momento em que ele acredita que pode se controlar. E aí está o desafio: muitos acham que estão sob controle e, no entanto, perante os outros não estão. “É claro que os superiores estão sempre de olho nos funcionários e esse é um momento de análise, então os excessos podem ser prejudiciais. Embora seja um ambiente profissional, os trabalhadores devem se permitir e agir como são normalmente, se divertir, brincar, mas sem perder o senso comum”, aponta.

Esse é o momento onde o colaborador extravasa, então o momento de alegria é importante, ele pode comemorar, celebrar o ano que passou, desde que as atitudes não interfiram na vida de outras pessoas. “A partir do momento em que isso acontece, a festa acaba”, finaliza.

Alexandre Slivnik é reconhecido oficialmente pelo governo norte americano como um profissional com habilidades extraordinárias (EB1). É autor de diversos livros, entre eles do best-seller O Poder da Atitude. É diretor executivo do IBEX – Institute for Business Excellence, sediado em Orlando / FL (EUA). É Vice-Presidente da Associação Brasileira de Treinamento e Desenvolvimento (ABTD) e diretor geral do Congresso Brasileiro de Treinamento e Desenvolvimento (CBTD). É membro da Society for Human Resource Management (SHRM) e da Association for Talent Development (ATD). Palestrante e profissional com 19 anos de experiência na área de RH e Treinamento. É atualmente um dos maiores especialistas em excelência em serviços no Brasil. Palestrante Internacional com experiência nos EUA, ÁFRICA e JAPÃO, tendo feito especialização na Universidade de HARVARD (Graduate School of Education – Boston/ EUA).

Comentarios

Comentarios

Copyright © 2015 WEspanha. Todos os direitos reservados