Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

Cresce 10% a procura pelo idioma japonês no Brasil

Cresce 10% a procura pelo idioma japonês no Brasil
11:00 am ,31 de julho de 2018

O Brasil é o país com a maior colônia japonesa fora do Japão. São 1,5 milhão de pessoas vivendo aqui, sendo que 60% moram no Estado de São Paulo. Uma das culturas mais populares, a língua japonesa é o 9º idioma mais falado no mundo, com 125 milhões de pessoas que possuem o conhecimento da língua.

Em um ano, foi registrado um aumento de 10% na procura pelo idioma no Kumon, maior franquia educacional do país. Um dos motivos para este cenário é o consumo de produtos japoneses, como entretenimento, culinária e tecnologia. “Além das crianças descendentes, os adolescentes com mais de 16 anos, que passam a conhecer a cultura por causa dos mangás, desenhos e jogos de computador também buscam pelo curso. Além de quererem falar a língua, têm também muita curiosidade sobre o modo de vida dos japoneses”, diz Yumi Kajihara, gerente da filial do Kumon.

Estudar japonês para poder se aproximar culturalmente do pai e de familiares: esse foi o motivo pelo qual o aluno do Kumon, Caio Wada, de 12 anos, se matriculou. Além de conversar com o pai e os parentes em japonês, o aluno quer se tornar fluente no idioma para conseguir se comunicar com toda a família.

Caio Wada estuda há dois anos na unidade São Bernardo do Campo – Demarchi com a orientadora Daniela Yamamoto. O colégio em que estuda oferece a disciplina de Japonês na grade curricular, mas, para contribuir com seu processo de aprendizado, os pais, matricularam o filho no Kumon.

O Japão é um excelente local para quem quer estudar e se desenvolver profissionalmente. O país é a terceira maior economia do mundo e oferece boa qualidade de vida, por isso chama tanta atenção dos estudantes.

Confira dicas da gerente da filial do Kumon para assimilar o idioma:

1. Para apender o idioma, a melhor indicação é procurar um método de estudo com orientação individualizada e que respeita o ritmo de cada aluno. Assim, mesmo quem nunca teve contato com a língua, poderá fazer as aulas.
2. A Língua Japonesa possui uma escrita própria e conhecer a sequência de escrita faz parte da aquisição do idioma.
3. E como em qualquer estudo de idiomas, para se aprimorar é preciso praticar, ou seja, utilizar o novo vocabulário aplicando-o no dia a dia.
4. O aluno deve treinar, acostumar-se com os sons do idioma japonês (pronúncia), ouvindo músicas e assistindo programas japoneses.

Comentarios

Comentarios

Copyright © 2015 WEspanha. Todos os direitos reservados