Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

Em toda parte, Melbourne

Em toda parte, Melbourne
17:00 pm ,19 de abril de 2018

por Thais Tavares

Já começo o título com uma parte de um dos poemas que mais descrevem esse país e cidade, “Far and Wide”, em português “Em toda parte”. Nessa semana, faremos um tour por Melbourne, uma cidade de ar Europeu, na Austrália! A segunda maior cidade da Austrália, depois de Sydney, é um dos destinos preferidos dos brasileiros que viajam ao outro lado do mundo.

A capital do estado de Victoria reúne várias opções de entretenimento, qualidade de vida e um centro urbano ótimo para ser explorado a pé.

Sendo a segunda maior cidade da Austrália, tem mais de 4 milhões de habitantes e algumas características curiosas, como o fato de grande parte do transporte público ser feito por bondes, muitas ruas serem pintadas com grafite e ter um ar antigo e moderno ao mesmo tempo.

Andar sem pretensão é a melhor maneira de conhecer o centro da cidade. A pé você poderá conhecer a Federation Square, uma praça com uma arquitetura icônica e que é o coração da cidade. Ali perto da Fed Square, como apelidaram a praça, ficam pontos de interesse como a mais antiga estação de trem do país, a Flinders Street Station, o Australian Centre for the Moving Image, com exibições de peças teatrais, óperas e de artes interessantes, a St Paul’s Cathedral, uma igreja muito antiga de ar irlandês e a Hosier Lane, uma viela muito colorida e cheia de grafite pelas paredes – o grafite é uma marca de Melbourne, toda a cidade é marcada pela arte de rua.

Para quem é apaixonado por história, vale a pena visitar o Shrine of Remembrance que é um dos maiores memoriais de guerra na Austrália. Foi construído em memória dos 60 mil australianos, homens e mulheres do estado, que serviram a Primeira Guerra Mundial e morreram durante a guerra.

Para quem gosta de paisagens emblemáticas, não dá para perder a vista panorâmica do topo do Eu-reka Skydeck, o maior prédio residencial da cidade e o segundo residencial mais elevado do mundo. Bem ao lado há vários parques, que fazem menção ao Central Park de Nova York, simplesmente apaixonante.

Para quem é do mar, assim como eu, não pode deixar de ir em um dos cartões postais da cidade, as casinhas de banho de Brighton Beach. O frio ali é bizarro, mas só pela vista, vale muito a pena de visitar.

A poucos quilômetros de distância está o Pier de St. Kilda, um lugar aconchegante, com vários res-taurantes ao redor para passar o fim de tarde, com a vista do Luna Park ao fundo, e um pôr do sol inexplicável. Eu sei que sou apaixonada por pôr do sol, mas o desse lugar entrega um contraste que nenhuma pintura oferece. Pelo píer é possível, ainda ao pôr do sol, observar o cais e a chegada dos pinguins, que moram nas pedras na praia.

Às margens do Rio Yarra e da Baía de Port Phillip, Melbourne é um destino que tem um pouquinho de dois mundos: é um centro urbano fervoroso, com muito comércio, restaurantes, bares e rooftops e ao mesmo tempo é um ponto estratégico para conhecer um pouco das belezas naturais do país.
Além da beleza natural que o centro da cidade oferece, com um toque da Mao humana, é possível pegar algumas horinhas de viagem e sair a procura das belezas naturais ao redor. Roteiro indispensá-vel, a estrada da Great Ocean traz uma das rotas cênicas mais conhecidas do mundo, parando em uma das mais famosas praias, Bells Beach, Keneth River, onde é possível avistar coalas e alimentar os pássaros locais, dar uma parada por Anglesea, praia onde há vários cangurus, conhecer o Parque Nacional de Lorch Ard Gorge e finalmente e , na minha opinião, o mais sensacional de toda a via-gem, a praia dos 12 apóstolos, formações calcárias de 45 metros de altura formadas pela erosão natural por milhões e milhões de anos. Mesmo que o tempo dispensado à cidade seja curto, uma visita à Great Ocean Road é essencial, ela é um dos principais destinos turísticos do país.

Melbourne é considerada uma das melhores cidades da Austrália para comer e beber e está em uma região de vinícolas. Muito embora o vinho australiano seja bastante consumido por ali, a bebida que faz parte da vida dos nativos é o café! O cheirinho de café ao caminhar pelas ruas é constante e é um hábito dos melbournians sentarem-se em uma cafeteria para tomar a bebida e se esquentarem no friozinho. Se você ama café e sempre acha que outros países deixam a desejar nesse quesito, talvez Melbourne te surpreenda.

PLIB3850
IMG_4285
IMG_4309
IMG_3647
IMG_2337
IMG_2339
Processed with Rookie Cam
Processed with Rookie Cam
Processed with Rookie Cam
IMG_2040
Processed with Rookie Cam
IMG_1819
Processed with Rookie Cam
Processed with Rookie Cam
IMG_1659
IMG_1777
Processed with Rookie Cam
IMG_1584
IMG_1560
IMG_1541
IMG_1474
IMG_1444
Processed with Rookie Cam
FMNR9270
FLZF6510
DWWS0708
DLYM8891
BOGP9094

Comentarios

Comentarios

Copyright © 2015 WEspanha. Todos os direitos reservados