Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

Empreendedor deve priorizar a execução de ideias

Empreendedor deve priorizar a execução de ideias
11:00 am ,27 de agosto de 2018

O brasileiro continua sendo um povo empreendedor. A Pesquisa GEM, produzida pelo IPQP em parceria com o SEBRAE, apresentou o relatório executivo de 2017 que demonstra o cenário do empreendedorismo no Brasil atualmente. A pesquisa revelou que quase 50 milhões de brasileiros estão envolvidos em alguma atividade empreendedora, sendo que desses 22 milhões iniciaram um novo negócio em 2017. A pesquisa ainda demonstrou que a maioria dos empreendedores 59,4% decidiram investir em um novo negócio por oportunidade e 39,90% por necessidade, ou seja por não terem outra alternativa. Ter o próprio negócio também continua sendo um dos maiores sonhos do brasileiro, já que 17% dos entrevistados declararam ter esse desejo.

Nesse cenário a Internet tem um importante papel. O Brasil é o quarto país no mundo em acesso à rede mundial de computadores e estar na Internet se tornou obrigatório. Outro estudo do SEBRAE aponta que 92% dos empresários acessam a Internet e 65% afirmaram que utilizam a ferramenta digital para comercializar, expandir e divulgar seus negócios.

Segundo o especialista em Marketing Digital e empreendedor Rodrigo Lopes (32) “o empreendedor que não está na internet, está perdendo dinheiro”. Lopes, que é presidente do Grupo Mega Mais, responsável por 14 empresas no Brasil, começou sua trajetória de sucesso há 10 anos comercializando produtos pela Internet. “Nós alugamos um porão em São Paulo, onde a gente também dormia. Eu queria vender produtos pela internet, conversei com mais de trinta fornecedores e um aceitou minha proposta, e foi assim que tudo começou”. Começou e não parou mais, a primeira empresa, chamada Super Brinquedos, faturou seu primeiro milhão no terceiro mês e desde então continuou empreendendo em diversos segmentos do mercado. Viciado em abrir novos negócios Rodrigo Lopes, que hoje mora em Maringá (PR), ajuda outros empreendedores dando dicas de como começar a empreender do zero e garante que execução é a palavra chave para quem quer empreender: “Quando comecei eu não podia estar no melhor endereço de São Paulo, então investi no que podia e executei a minha ideia. O erro das pessoas é pensar que para abrir um negócio precisa estar no melhor endereço, ter um estoque enorme, um sistema de informação caro e isso não é verdade. O importante é tirar as ideias do papel e começar. O feito é melhor do que o perfeito”.

Em seu canal no YouTube “O Poder da Execução” e em seu Instagram ele posta vídeos semanais sempre voltados para quem deseja ser dono do seu próprio negócio: “Meu maior objetivo é fazer com que alguém consiga chegar onde cheguei, ajudar pessoas a realizar seus sonhos através do empreendedorismo”. Lopes acredita que não existe negócio pequeno que não possa crescer: “a maioria das pessoas que tem boas ideias não executa, o que diferencia o bom empreendedor é colocar essas ideias em prática, e não esperar o melhor momento, a circunstância e o tamanho não importam.”

Para quem quer começar um negócio do zero, Rodrigo Lopes destaca três conceitos fundamentais para a sobrevivência do empreendedor na era digital:

Dinamismo – Para o especialista “O empreendedor, na era da internet, que não é dinâmico não sobrevive. O segredo não está no que você já construiu, mas continuar aperfeiçoando seus produtos e serviços todos os dias”, completa.

Originalidade – “A maioria das pessoas que dá errado no empreendedorismo é porque se aventurou em algo que não gosta ou não conhece, mas que investe em um segmento só porque deu certo para outra pessoa. Quando se pensa em empreender você precisa ter um diferencial”.

Credibilidade – Lopes diz que passar segurança para o cliente é fundamental: “Quando se vende pela internet nós não vendemos para um amigo ou vizinho, nós vamos para o mundo. Convencer um cliente a passar o seu cartão no seu site é o desafio. Quando lanço um produto novo eu invisto tempo em explicar quem sou, quem é a minha empresa, isso demonstra transparência, e onde há transparência, há credibilidade”, finaliza.

Comentarios

Comentarios

Copyright © 2015 WEspanha. Todos os direitos reservados