Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

Entenda como o zumbido afeta o sono e saiba o que pode ser feito

Entenda como o zumbido afeta o sono e saiba o que pode ser feito
17:00 pm ,7 de janeiro de 2019

A insônia está entre os distúrbios do sono mais relatados pelos brasileiros. Esse problema inclui a dificuldade para começar a dormir, para permanecer dormindo e o despertar nas primeiras horas da manhã.

Dificuldades em qualquer fase do sono trazem prejuízos para a saúde do indivíduo, visto que é durante a noite que o organismo recupera as energias, consolida o aprendizado e a memória e faz a regulação de hormônios, por exemplo.

Uma das causas de insônia é o zumbido, que afeta 28 milhões de pessoas no Brasil. Quer saber mais sobre como o zumbido afeta o sono e conhecer dicas de tratamentos para amenizar o problema e dormir melhor? Continue a leitura!

* Como o zumbido afeta o sono?

O zumbido é um som percebido pelo indivíduo quando não há uma fonte externa que o produza. Ele pode ser parecido com chiados, esvoaçar de insetos, pulsações do coração, assobios, estática ou com barulhos produzidos por chuveiros, panelas de pressão e até por vários comprimidos efervescentes em um copo de água. A intensidade varia de pessoa para pessoa.

Quem sofre com essa alteração no aparelho auditivo escuta sons de maneira persistente e que se intensificam à noite — período em que há redução significativa de barulhos externos —, gerando dificuldades para dormir.

* O que causa o zumbido?

Esse incômodo indica que algo está errado com o nosso organismo. As causas desse problema são diversas e incluem a diabetes, má alimentação, hipertensão arterial, estresse, disfunções metabólicas, alterações ortopédicas, problemas dentários ou na ATM (articulação têmporo-mandibular), e o processo de envelhecimento fisiológico.

No entanto, estima-se que a maior causa de zumbido seja a exposição prolongada e repetitiva a sons intensos. Nesse caso, pode-se incluir profissionais que trabalham em locais em que há muitos ruídos, como metalúrgicos e músicos, e até pessoas que ouvem músicas em volume extremamente alto nos fones de ouvido.

* O que pode ser feito para amenizar o zumbido?

Existem algumas práticas que podem ser seguidas para minimizar o efeito dos zumbidos. Confira, a seguir.

— Pratique exercícios físicos
Como mencionamos, o estresse é uma das causas do zumbido. Para evitá-lo, nada melhor que praticar atividades físicas. A dica, nesse caso, é encontrar um exercício que o indivíduo tenha prazer em realizar. Afinal, os benefícios não serão alcançados plenamente se a atividade se tornar uma obrigação.

Movimentar o corpo também diminui os níveis de colesterol, melhora a glicemia e diminui a pressão arterial, o que previne o aparecimento de zumbidos ou o seu agravamento.

— Mantenha-se longe de sons intensos
A lesão provocada pelos sons intensos é cumulativa, ou seja, quanto maior for o tempo de exposição, maior será o dano às células ciliadas do aparelho auditivo. É por esse motivo que pessoas com grau inicial de zumbido devem se manter afastadas de ruídos excessivos e repetitivos.

— Evite o silêncio
Dormir tornou-se impossível devido aos barulhos que não cessam? Nesse caso, é indicado reproduzir sons tranquilizantes no quarto — tais como barulho de cachoeiras ou de pássaros —, para que o zumbido seja menos audível.

— Aparelho Auditivo
Aproximadamente 90% dos casos de zumbido estão associados com a perda auditiva. Um dos planos de tratamento mais conhecidos para o zumbido é o enriquecimento sonoro fornecido através dos aparelhos auditivos. Ao fornecer sons adicionais nos quais os ouvidos se devem focar, seu zumbido se torna menos perceptível, a longo prazo você tem um alívio.

— Procure um médico
Somente um especialista poderá indicar o melhor tratamento para cada caso. Entre eles estão correções na dieta, já que a má alimentação é uma das causas de zumbido, prescrição de vasodilatadores e medicamentos que combatem a ansiedade e a depressão, entre outras terapias.

Como você pôde ver, há diversos fatores que causam o zumbido e formas de amenizar o incômodo. É fundamental que o problema seja tratado para que a pessoa tenha uma noite de sono de qualidade. Afinal, o sono não reparador causa problemas de humor, de relacionamento, cansaço e diversos outros prejuízos à saúde, além de um maior incômodo com o zumbido no dia seguinte.

E então, entendeu por que o zumbido afeta o sono? Compartilhe este post nas redes sociais e ajude outras pessoas a se informarem sobre o assunto!

Você, ou seu familiar, possui alguma dificuldade auditiva? Agende uma triagem e faça uma demonstração gratuita com nossas soluções! – 0800 011 1000

Fonte: https://www.audiumbrasil.com.br/

Comentarios

Comentarios

Copyright © 2015 WEspanha. Todos os direitos reservados