Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

Investimento x Reforma da Previdência: como administrar esse cenário?

Investimento x Reforma da Previdência: como administrar esse cenário?
18:00 pm ,7 de novembro de 2019

Não há expressão mais debatida e discutida em todo o país nos últimos meses do que a Reforma da Previdência. Desde a chegada do novo Governo Federal, o tema ganhou corpo e se transformou em projeto de lei no Congresso Nacional para sanar um grave problema: a baixa arrecadação dos trabalhadores em contraponto ao aumento de gastos com aposentadorias.

Essencial para que o Brasil possa resolver seu problema de déficit fiscal, a Reforma da Previdência deve ser vista como uma oportunidade para os investidores brasileiros. Não dá mais para depender apenas da previdência social no futuro. É preciso realizar investimentos complementares para garantir sua aposentadoria. A previdência privada é uma alternativa interessante para o longo prazo, mas é importante diversificar a carteira com outros ativos, como títulos de renda fixa, fundos multimercados, fundos imobiliários, ações, entre outros, em busca de maiores retornos e redução de riscos.

A proposta de reforma é um sinal claro aos investidores nacionais e internacionais de que o país está no caminho certo para se tornar mais sustentável financeiramente. Isso ajuda para que o Brasil tenha taxas de juros mais baixas – a Selic, por exemplo, está em 5,5% ao ano, no menor patamar histórico, e com tendência de queda. Essa medida, por sua vez, cria um ambiente mais propício para investimentos arrojados. Acabou o tempo em que era possível ter rentabilidade de 1% ao mês sem correr riscos. Quem ficar só na poupança, por exemplo, que rende agora 3,85% ao ano, pode não ter ganho real (acima da inflação). Os juros mais baixos beneficiam ativos de renda variável, como ações e fundos imobiliários.

O cenário positivo que se vislumbra com a Reforma da Previdência é complementado com a própria evolução tecnológica. Hoje, não é mais necessário ter grandes valores para investir bem. O crescimento das plataformas digitais permitiram o acesso a investimentos mais sofisticados e das melhores gestoras do Brasil, com aplicações iniciais baixas.

A diversificação dos recursos em diferentes classes de ativos e em diferentes instituições financeiras pode dificultar o controle do patrimônio. Entrar no site de cada casa e classificar seus investimentos em uma planilha de Excel pode dar trabalho e tomar muito tempo. Mas, visando solucionar este problema, também existem aplicativos que consolidam os investimentos de forma automatizada, auxiliando no controle da carteira, no acompanhamento da rentabilidade e, consequentemente, a tomar melhores decisões.

Portanto, ainda que o tema suscite dúvidas e acalorados debates, é preciso enxergar esse cenário como uma chance de melhorar sua rentabilidade e não como algo negativo. A Reforma da Previdência é apenas uma das medidas que o Governo Federal adotou para fomentar a economia brasileira. Privatizações, Reforma Tributária e outras ações são planejadas para recolocar o país no cenário de desenvolvimento. Assim, é importante os brasileiros se educarem financeiramente e diversificarem seus investimentos, visando o crescimento do seu patrimônio!

Walter Poladian, CFP® é sócio-fundador do Fliper

Comentarios

Comentarios

Copyright © 2015 WEspanha. Todos os direitos reservados