Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

Marketing e TI são os principais pilares da transformação digital

Marketing e TI são os principais pilares da transformação digital
16:00 pm ,2 de maio de 2018

Estudos indicam que as áreas de Marketing e TI estão no topo da transformação digital nas empresas em que atuam. Para 58% dos executivos, o ramo Digital é de extrema importância nas companhias. Ainda assim, quase metade dos profissionais pensam que as empresas onde trabalham não estão prontas para a transformação digital. Os dados são de uma pesquisa realizada pela Michael Page.

Segundo o levantamento de dados, 46% das pessoas que responderam, apontaram que as companhias onde trabalham não estão preparadas para o processo de digitalização. Outra informação concedida pela mesma pesquisa mostra que 31% das empresas, ou seja, três em cada dez, não acompanham a velocidade digital no mercado. Esses dados indicam que ainda há resistência por parte das empresas.

A pesquisa também procurou saber se as empresas aceitariam passar por uma transformação digital em até dois anos, e 82% dos respondentes afirmam que o local onde trabalham provavelmente passará por esse processo, contra apenas 18% que não acreditam nessa possibilidade.

O estudo buscou entender se a transformação digital influenciaria positivamente sobre a produtividade dos profissionais. Cerca de 27% dos que responderam (a maior fatia) acredita em um aumento que varia de 50 a 80% na produtividade. Para 26%, tal mudança pode impactar entre 30 e 50%, enquanto que 18% creem em um impacto superior a 80%.

Há uma fatia de 15% apostando em um aumento total (de 100%) e outros 11% indicando ganhos de 10 a 30%. Apenas 2% dos respondentes acham que as melhorias seriam de até 10% e, somente, para 1% nada deve mudar. Em outras palavras, nove em cada dez participantes da pesquisa apostam que a transformação digital revolucionará sua rotina de trabalho, e acreditam também que sua posição não poderá ser substituída por máquinas (robôs).

Demanda por profissionais da área Digital cresce 50%

As marcas e empresas não estão poupando esforços na busca por profissionais do ramo digital. De acordo com informações da Michael Page, a procura por especialistas, analistas, gerentes e coordenadores cresceu 50% até outubro de 2017. Os cargos mais visados do segmento foram nas áreas de Marketing de Performance, User Experience e de Transformação Digital. Isso se dá pela atual conjuntura do mercado que está à procura de pessoal com viés analítico, orientados em viabilidade de negócio e resultado. A busca é, principalmente, por profissionais mais objetivos, com formações técnicas, como os engenheiros.

Aqueles que buscam espaço no mercado digital ainda têm tempo para fazer essa transição, uma vez que há uma grande demanda de executivos interessados em vagas de Performance (área em que o profissional pode acompanhar o desempenho de operações da empresa no ambiente digital). Para quem pensa em migrar para esse universo, os cargos mais visados para os próximos anos serão os de posições mais sêniores, como gerentes sêniores de performance, gerentes sêniores de UX, CDOs (Chief Digital Officers) e customer success managers. Isso se deve ao fato de que tais posições têm escopo e responsabilidades maiores dentro de segmentos que enxergam o consumidor no intuito de melhorar a interação digital.

Através da Consultoria Digital, torna-se possível divulgar um negócio ou uma marca para o máximo de pessoas dentro de um público-alvo que esteja mais propenso a comprar o produto ou serviço em questão.
Com auxílio da empresa Consultoria Digital, é possível investir em consultoria de SEO, que tem por objetivo melhorar o posicionamento do seu site nos mecanismos de buscas, como o Google ou Bing, visando atrair mais clientes, aumentar a geração de leads e vendas através de seu site.

Comentarios

Comentarios

Copyright © 2015 WEspanha. Todos os direitos reservados