Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

Mercado imobiliário brasileiro entra na cripto economia

Mercado imobiliário brasileiro entra na cripto economia
11:00 am ,29 de junho de 2018

O Bitcoin e outras criptomoedas estão sendo cada vez mais adotadas pelo mercado imobiliário ao redor do mundo. Transações usando criptomoedas já foram relatadas em muitos países, como nos Estados Unidos, Reino Unido, Dubai (Emirados Árabes Unidos) e Suíça.

Este último é muito conhecido por seu famoso e vibrante Crypto Valley, centro global voltado para empresas de tecnologias de blockchain e criptomoedas. Markus Fischer, executivo de uma empresa suíça de consultoria de TI, situada em Zug – coração do Crypto Valley – recentemente ajudou a lançar projetos baseados em blockchain e criptomoedas para várias das principais empresas da Suíça – entre elas, a proprietária e incorporadora do prédio mais alto do país. Fisher também liderou a organização de uma competição de Blockchain para Real Estate com premiação de 100 mil dólares.

Com base em sua visão privilegiada de como o blockchain pode ser utilizado no setor imobiliário, Fischer recentemente decidiu anunciar algumas propriedades que possui no Brasil em uma inovadora plataforma digital local.

“A fim de acelerar a venda e reduzir os custos envolvidos na transação, decidi cadastrar minhas propriedades no marketplace online da Proprietário Direto (www.proprietariodireto.com.br). Essa plataforma, onde compradores e vendedores podem negociar diretamente parece ser muito inovadora, e estou ansioso pela reação do mercado”, diz Fischer.

Os compradores-alvo das propriedades de Fischer, localizadas na região de Fortaleza, não são apenas brasileiros, mas também estrangeiros, incluindo europeus que, assim como ele, vão para esse paraíso tropical para passar férias – ou até, eventualmente, se estabelecer na região. Consequentemente, a possibilidade de encontrar um comprador interessado em fechar um acordo em criptomoeda é razoavelmente alta.

Entusiasta da cripto economia, Fischer decidiu aceitar bitcoin, ether ou ripple (três das mais populares criptomoedas do mundo) e vê essa decisão como um jeito de promover, na América do Sul, as criptomoedas e a tecnologia por trás delas (blockchain) enquanto também se beneficia de uma transação mais rápida e menos custosa, tanto pra ele quanto para o comprador dos imóveis.

A decisão de registrar as propriedades na Proprietário Direto também se deve ao fato de que esse marketplace não cobra uma comissão dos vendedores no ato da venda, assim como fazem muitas das tradicionais imobiliárias e corretores de imóveis. Edgard Frazão, CEO e fundador da Proprietário Direto confirma: “desde o início a Proprietario Direto vem inovando e desafiando o status-quo do mercado imobiliário e estamos muito satisfeitos em ser o primeiro marketplace digital de imóveis no Brasil aberto a vendedores que aceitam criptomoedas como forma de pagamento”.

Toda a transação será suportada por um escritório de advocacia local, com experiência em negócios relacionados a criptomoedas e economia digital, e será realizada de acordo com as leis locais, incluindo o pagamento de todos os impostos envolvidos na transação e o registro adequado no cartório local, em moeda local (reais).

Os anúncios podem ser visualizados no link abaixo:

https://www.proprietariodireto.com.br/pessoas/markus-fischer/197802

Sobre a Proprietário Direto.

A Proprietário Direto (www.proprietariodireto.com.br) é o primeiro e maior marketplace digital do Brasil onde vendedores e compradores de imóveis podem negociar diretamente, sem intermediários. A empresa lançou a plataforma em 2012, foi acelerada pela Wayra (aceleradora de startups da Telefónica) e atualmente possui milhares de usuários e propriedades registradas em todo o Brasil.

Para maiores informações favor entrar em contato por email: relacionamento@proprietariodireto.com.br

Comentarios

Comentarios

Copyright © 2015 WEspanha. Todos os direitos reservados