Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

No Brasil, 124 milhões de pessoas estão conectadas a apps de relacionamento

No Brasil, 124 milhões de pessoas estão conectadas a apps de relacionamento
14:00 pm ,21 de junho de 2018

Dentro de menos de três décadas, cerca de 70% dos casais de todo o mundo terão se conhecido por meio de aplicativos, garante o site de relacionamentos eHarmony. A realidade é inevitável – a simplicidade proporcionada pelos sites e apps na busca por um parceiro tem conquistado corações e mentes exponencialmente.

Só no Brasil, 60% da população está conectada a algum tipo de aplicativo de relacionamento, de acordo com a última pesquisa divulgada por outro player do setor, o Happn.

Mas qual o impacto que essa tendência?

Um estudo publicado pela American Psychological Association afirma que pessoas que usam aplicativos e sites de relacionamentos tendem a ter mais baixa autoestima do que as que não fazem parte destas comunidades. De acordo com Daniel Lustig, coach da consultoria Mind Factory, este é um reflexo do uso em excesso das redes sociais. “Estar sempre conectado a algum tipo de plataforma pode aumentar a insegurança. Uma pessoa que tem a possibilidade de editar fotos para parecer mais atraente nas redes sociais e, consequentemente, ganhar mais engajamento entre seus seguidores, acaba se sentindo insuficiente quando percebe que, na vida real, essas alterações não podem ser feitas”, afirma o profissional.

O uso do telefone celular e seus aplicativos está, inclusive, diretamente relacionado à ansiedade e à depressão. A pesquisa realizada pela Universidade de Illinois indica que esses transtornos psicológicos são maiores entre os jovens que usufruem da internet com o objetivo de fugir da realidade, ou seja, evitar lidar com sentimentos ou experiências negativas.

Apesar de ter uma grande adesão da população brasileira, essa tendência pode resultar em uniões frágeis e não duradouras. “Quando a pessoa conhece alguém por meio de um site ou aplicativo, ela escolhe 100% pelo físico. É por isso que grande parte desses relacionamentos não vinga, porque é muito difícil conhecer uma pessoa por foto e em meia hora de conversa teclada”, completa Lustig.

No entanto, isto não significa que todos os relacionamentos que começam em aplicativos estão fadados ao fracasso. O coach e fundador da Mind Factory explica que é, sim, possível encontrar o par perfeito nessas plataformas, o importante é manter a cautela para que o relacionamento tenha maiores chances de dar certo. “A comunicação é imprescindível. Tanto no primeiro contato, como no decorrer do relacionamento. É por meio do diálogo que se torna possível compreender os objetivos de cada um. O casal pode buscar as mesmas coisas, se suas vontades estiverem alinhadas”, conclui o coach.

Comentarios

Comentarios

Copyright © 2015 WEspanha. Todos os direitos reservados