Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

Quero abrir uma franquia de Esmalteria, mas não terei sucesso. O que fazer?

Quero abrir uma franquia de Esmalteria, mas não terei sucesso. O que fazer?
16:00 pm ,20 de março de 2018

Parabéns, você começou muito bem por “querer”! Isto significa ser um negócio com o qual se identifica e até já teve contato com uma franqueada da marca. Sobre o comentário da franqueada visitada leve em consideração que talvez estivesse se referindo a ela mesma, com base nas dificuldades que eventualmente está enfrentando.

Recomece Sua Investigação

Mas seu contato não deve se restringir a uma franqueada. Se possível, converse com pelo menos mais quatro da mesma marca, sendo duas que estejam recentes no negócio, até dois anos e, outras duas com mais de dois anos.

Com estas franqueadas novatas, explore a qualidade de treinamento que receberam e se efetivamente foi o suficiente para que aprendessem sobre o negócio e sua operação. Não deixe de checar também se receberam o apoio prometido pelo franqueador para instalar e abrir o negócio, especialmente na escolha e negociação do ponto comercial, nas obras de adequação, na aquisição do mobiliário e equipamentos e principalmente na contratação e treinamento de funcionários para iniciar a operação.

Leve em consideração que franqueados novos ainda vivem o período de “lua de mel” com o franqueador e com o próprio negócio.

Com as outras duas franqueadas mais experientes, explore o suporte oferecido e entregue pelo franqueador. Indague sobre a periodicidade de visitas e apoio oferecido pela consultoria de campo da franqueadora. Investigue se estas visitas realmente valem os royalties pagos.

Observe se os manuais desta franquia correspondem a operação que todas elas estão praticando no momento de sua investigação (pergunte diretamente).

Também explore o profissionalismo dos fornecedores licenciados que abastecem o negócio, especificamente sobre a regularidade de entregas, preços e qualidade.

Leve em consideração que franqueados com mais de dois anos entram na chamada fase de “adolescência” e, por já dominarem o negócio tendem a ser muito críticos com o franqueador.

Continue Sua Investigação

Sua investigação ainda não terminou! Pegue a COF (Circular de Oferta de Franquias) documento legal fornecido pelo franqueador com todas as informações do negócio e compare com aquelas obtidas com as franqueadas.

Muito bem, você ficará cheia de dúvidas comparando as informações! Volte ao franqueador e esclareça todas as dúvidas que naturalmente surgiram quando das entrevistas com todas as franqueadas e, quando comparadas com a COF você encontrou muitas contradições.

Agora Sua Avaliação

A forma como será atendida e as explicações que você solicitar serão definitivas para a sua tomada de decisão. Sempre que possível faça esta avaliação com mais de uma franquia (o ideal é 3 marcas) e deve ser comparativa, escolhendo aquele negócio que menos lhe deixou dúvidas ou questionamentos.

Tome especial cuidado com aqueles franqueadores que respondem sim para todos os seus pedidos. Se o franqueador possui o hábito de moldar o seu negócio atendendo pedidos de franqueados, pode ter certeza de que você estará entrando numa rede onde supostamente iguais são atendidos de diferentes formas, ou seja, sem o desejado padrão. Por outro lado o “não” significa firmeza do franqueador em manter a uniformidade de sua rede e de seus contratos.

Sobre Esmalterias, considere

Algumas considerações sobre o negócio Esmalteria que você deve levar em consideração na sua avaliação pessoal e também do franqueador:

· É um negócio de mão de obra intensiva – isto quer dizer que você deve ter muita habilidade no gerenciamento de pessoas e o franqueador em lhe ajudar a recrutar, selecionar, remunerar e especialmente treinar seu pessoal;

· Atividade artesanal com pouca sistematização – neste tipo de negócio é muito comum suas clientes se identificarem com a profissional e não com o estabelecimento, o que significa que quando a profissional for embora deverá levar com ela a carteira de clientes;

· Negócio de ticket médio baixo (média do valor dos serviços cobrados por cliente atendido) – localização do negócio deve ser em ponto com intenso tráfego de mulheres, com facilidade de acesso e, o franqueador deve oferecer materiais de promoção de vendas (propaganda e promoção na área de influência da loja) para captar volume de clientes;

· Investimento inicial geralmente é baixo, mas gastos com o ponto e locação altos – este negócio exige um razoável capital de giro (aporte de capital no negócio até as despesas estarem equilibradas com as receitas) – tenha guardado o dinheiro para o capital de giro, não gaste tudo nas instalações

Vá em frente, faça sua avaliação completa e cuidadosa, boa sorte!

1) Fonte: Marcus Rizzo.

jorge.ishida@hotmail.com
Jorge Ishida
Executivo em Franchising
(35) 98713 8095 – Oi
E-mail: jorge.ishida@hotmail.com
Skype: jorgeishida

Comentarios

Comentarios

Copyright © 2015 WEspanha. Todos os direitos reservados