Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Scroll to top

Top

Sites responsivos são prioridades no e-commerce brasileiro

Sites responsivos são prioridades no e-commerce brasileiro
15:00 pm ,29 de maio de 2018

Recentemente a empresa BigData Corp apresentou os resultados do estudo “O Perfil do E-Commerce Brasileiro 2018”, encomendado pela PayPal Brasil, analisando mais de 600 mil lojas online brasileiras, entre maio de 2017 e maio de 2018. Os dados apresentados são animadores, mostrando crescimento tanto em vendas quanto na qualidade dos serviços e sites de e-commerce. Dentre os vários fatores, um que obteve maior crescimento e importância no comércio eletrônico foi o crescimento de sites responsivos, em que as páginas se adaptam ao tamanho da tela, passando de 24,20% em 2017 para 76,36% em 2018.

O grande aumento na quantidade de sites responsivos não é à toa. Essa tecnologia permite que o consumidor possa navegar pela loja seja no computador, smartphone ou tablet, sem que sua experiência seja prejudicada. Essa preocupação é justificada pelo aumento no volume de pedidos realizados via mobile, que cresceu 35% em 2017 segundo números do Webshoppers. Apesar da grande maioria das compras serem no segmento de serviços, como táxi e delivery de comida, as chamadas Compras Pontuais (de móveis, eletrônicos e eletrodomésticos) começam a ganhar força no mobile, e as lojas virtuais precisam estar preparadas para isso.

“O consumidor brasileiro está se sentindo mais seguro e confortável para realizar uma compra pelo celular, principalmente nos produtos do dia a dia, com ticket médio de R$100,00. São casos em que o cliente já tem certa noção sobre o preço do produto, e busca não perder tempo para fechar a compra. Para esses casos é preciso oferecer uma navegação leve, rápida e fácil, em que o site se adapte ao dispositivo usado pelo cliente, e não o contrário”, explica Anderson Martins da ImpressorAjato.com .

Além disso, a melhor experiência do usuário (UX) oferecida pelos sites responsivos também é valorizado pelo Google, que prioriza em seu ranqueamento os sites com bom desempenho em dispositivos móveis, melhorando as perspectivas de aumento de vendas de um e-commerce devidamente preparado.

Comentarios

Comentarios

Copyright © 2015 WEspanha. Todos os direitos reservados